» » Brasil derrota Argentina por 2 a 0 e é tri do Superclássico

A Seleção Brasileira é tricampeã do Superclássico das Américas - 2011, 2012 e 2014. O Brasil derrotou a Argentina por 2 a 0 no Estádio do Ninho do Pássaro, em Pequim. Diego Tardelli marcou os dois gols do título.

Fonte: CBF
Foto: Rafael Ribeiro/CBF


Em bela jogada pela direta, Oscar cruzou para área argentina. Os zagueiros adversários se atrapalharam e Tardelli, muito bem posicionado, chutou de primeira cruzado para abrir o placar. Depois de sofrer o gol, os argentinos foram para cima, mas a defesa brasileira estava atenta e conseguiu afastar todos os perigos. Neymar tentou duas vezes ampliar o placar em duas belas arrancadas, mas foi travado pela zaga adversária.

O juiz marcou pênalti de Danilo em Di María e Messi foi para a cobrança. Só que no gol brasileiro estava Jefferson que fez uma excelente defesa. O primeiro tempo terminou 1 a 0 para o Brasil e apesar de ter menos posse de bola, domínio total do jogo pela Seleção. Na segunda etapa, Neymar foi derrubado na entrada da grande área. Oscar cobrou a falta direto para o gol e o goleiro Romero defendeu no susto.

Em seguida, Neymar cobrou o escanteio. David Luiz tentou fazer o gol, mas na verdade ajeitou para que Tardelli marcasse o segundo do Brasil no jogo. Brasil e Argentina tiveram oportunidades de marcar, mas os goleiros Jefferson e Romero não deixaram a bola entrar. Com 2 a 0 no placar, a Seleção derrotou os hermanos e conquistou pela terceira vez o título.

Brasil: Jefferson, Danilo, Miranda, David Luiz (Gil) e Filipe Luís; Luiz Gustavo, Elias, Oscar e Willian; Neymar (c) (Robinho) e Diego Tardelli (Kaká)
Argentina: Romero, Zabaleta, Demichelis, Fede Fernández, Rojo, Mascherano, Roberto Pereyra (Enzo Pérez), Lamela (Pastore), Agüero (Higuaín) e Messi (c)


Tardelli marca os dois primeiros pela Seleção

Foram oito convocações, três jogos como titular, até que Diego Tardelli, o atual camisa 9 da Seleção Brasileira conseguisse marcar. E aí foram logo dois gols, contra a Argentina e ainda valendo o título do Superclássico das Américas. "É muita felicidade para uma partida só. A ficha ainda não caiu. Marcar meu primeiro gol pela Seleção e contra a Argentina é maravilhoso; isso aumenta a minha confiança dentro de campo".

Foi na noite deste sábado em Pequim - manhã de sábado no Brasil -, no jogo válido pelo Superclássico das Américas, que Tardelli marcou seu primeiro gol. Depois do cruzamento de Oscar, o camisa 9 bateu de primeira e cruzado, fazendo um belíssimo gol. No segundo tempo, após a cobrança de escanteio de Neymar e cabeçada para atrás de David Luiz, o atacante brasileiro marcou o segundo e fechou o placar que deu o título de tricampeão à Seleção Brasileira.

Jefferson pega pênalti batido por Messi

Em partida de futebol, quando o juiz marca penalidade, o time que tem o pênalti a favor começa a comemorar como se o gol já fosse certo. Neste sábado, a Argentina teve esse momento no jogo contra o Brasil, ainda mais tendo Messi como cobrador. Entretanto, o que os argentinos não imaginavam é que no gol brasileiro estava Jefferson, o pegador de pênalti.

O camisa 1 da Seleção Brasileira defendeu a penalidade cobrada pelo camisa 10 argentino, Lionel Messi. "Esperei o máximo possível a cobrança e obriguei o Messi a escolher o canto bom dele. Fui feliz fazendo uma defesa importante e ajudando a minha equipe", comemora o goleiro.

E não foi só no lance do pênalti que Jefferson brilhou durante a vitória da Seleção Brasileira sobre os hermanos. O goleiro defendeu uma falta cobrada direto por Messi, além de diversas defesas com a bola rolando. Jefferson disputou o Superclássico das Américas em 2011 e 2012.



Sobre os autores:

Gabriella Simões fez Fotografia Digital no Sesc e é associada a Arfoc/Brasil através da Arfoc/BA. Miguel Brusell é formado em Comunicação Social na UFBA, tem pós em Gestão de Informações para Multimeios na FTC e bloga desde 2003.
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comentar