Tsuboi segue na Copa do Mundo e enfrenta o número 1 - EsporteNaRede

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Tsuboi segue na Copa do Mundo e enfrenta o número 1

Brasileiro vence adversário grego com autoridade e passa de fase, mas encara Fan Zhendong. Calderano se despede do torneio.

Gustavo Tsuboi passou de fase, mas tem desafio pela frente nas oitavas.
Colaboração de textoo: Claudia Mendes/Marcio Menezes/CBMT cbtm.org.br
Colaboração de foto: ITTF

O brasileiro Gustavo Tsuboi confirmou seu bom momento na carreira e conquistou, nesta sexta (19), a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo Individual Masculina, na Disneylândia de Paris. Após perder a primeira partida para o sul-coreano Jeong Sangeun, por 4 a 0 (5/11, 8/11, 7/11 e 7/11), Tsuboi bateu o grego Gionis Panagiotis, número 70 do mundo, por 4 a 1 (11/6, 11/8, 11/8, 6/11 e 11/8), garantindo a vaga.

Mas a vida de Tsuboi não será nada fácil nas oitavas de final. O próximo adversário dele será o número 1 do mundo, o chinês Fan Zhendong. A partida acontece neste sábado, às 9h45 (horário de Brasília). A primeira partida era considerada a mais difícil. E realmente foi assim na prática. Tsuboi não se mostrava confortável contra um coreano que jogava muito forte e recepcionava bem e acabou derrotado.

Se no primeiro jogo Tsuboi não se encontrou na mesa, a vitória sobre o grego mostrou o brasileiro com paciência para decidir na hora certa. Contra um adversário de estilo defensivo, ele não se afobou, manteve seu estilo de jogo e conseguindo superar o adversário. “O mais importante foi focar no segundo jogo e concentrar as energias. Conversamos muito sobre a postura para enfrentar o Gionis. É um atleta defensivo e muito forte. Acredito que a chave para esta vitória foi a paciência para jogar contra um atleta que devolve muitas bolas. O Tsuboi esteve sempre muito focado, trabalhando com bolas de qualidade e aproveitando as oportunidades para jogar mais firme. Felizmente, nos momentos decisivos, ele fez boas escolhas e conseguiu sair com uma excelente vitória”, analisou o técnico Jorge Fanck.

Calderano se despede

O outro brasileiro na competição, Hugo Calderano, número 11 do mundo, não teve uma boa participação. Em um grupo bem forte, foi derrotado de virada pelo francês Emmanuel Lebesson, 50º do ranking mundial, por 4 a 3 (9/11, 11/9, 11/7, 11/7, 9/11, 10/12 e 8/11) e pelo bielorrusso Vladimir Sansonov, 30º do ranking, por 4 a 1 (12/10, 9/11, 7/11, 12/14 e 11/13).

Na primeira partida, Calderano esteve bem até o quarto set. Mas permitiu a virada do francês, em uma partida extremamente desgastante, com quase uma hora e meia de duração. Poucos minutos depois, já estava novamente na mesa, para enfrentar Sansonov. Seu jogo não encaixou. Acabou sendo batido e eliminado do torneio.

“O resultado final é uma decepção para nós. O Hugo teve realmente oportunidade de ganhar o primeiro jogo contra o Lebesson, mas não conseguiu fechar. Depois do quinto set, ele não teve a capacidade de manter o mesmo nível.  Foi uma pena. Contra o Sansonov, ele disputou bem todos os sets. Infelizmente, foi difícil voltar com a cabeça fria e com a confiança alta, uma hora após uma derrota como essa”, disse o técnico Jean-René Mounie.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad