» » Sally Fitzgibbons conquista o bi em Fiji

No domingo começa o prazo do Fiji Pro com Gabriel Medina defendendo o título de campeão na ilha de Tavarua e Adriano de Souza e Filipe Toledo liderando o Jeep Leaderboard em Fiji.

Sally Fitzgibbons achou as ondas.
Colaboração de texto: João Carvalho/ASP South America
Colaboração de foto: Kirstin Scholtz/ASP

A australiana Sally Fitzgibbons, 24 anos, conquistou o bicampeonato no Fiji Women´s Pro e entrou na briga pelo título mundial do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour. Sally atacou as esquerdas de 6-10 pés em Cloudbreak na quinta-feira com manobras potentes de backside para derrotar a sul-africana Bianca Buitendag, 21 anos, que também foi vice-campeã no Oi Rio Pro, com duas notas na casa dos 9 pontos. A havaiana Carissa Moore, 22, continua em primeiro no Jeep Leaderboard, mas a disputa na próxima etapa será fase a fase com a norte-americana Courtney Conlogue, 22, e Fitzgibbons passa a ter chance matemática de liderar o ranking com outra vitória em Huntington Beach, de 27 de julho a 2 de agosto na Califórnia, Estados Unidos.


"Eu estou esgotada e as lágrimas saíram", disse Sally Fitzgibbons. "Estou estes dois dias com dores ainda (estourou o tímpano esquerdo competindo na terça-feira), mas apenas fui pegando as ondas que o oceano mandava pra mim e estou muito feliz. Era importante ter uma vitória nesta fase do circuito e crédito para a equipe médica que me atendeu aqui. Em face da adversidade, esta é definitivamente uma das vitórias mais especiais que eu já tive".

Sally Fitzgibbons.
Para competir com um tímpano estourado nas séries pesadas de 6-8 pés da quinta-feira em Cloudbreak, Fitzgibbons procurou escolher bem as ondas e manobrar forte porque não tinham muitos tubos. Em sua quarta tentativa na bateria final, a esquerda abriu a parede para mandar uma série de três manobras explosivas de backside e ganhar nota 9,23. Bianca Buitendag reagiu com 6,90 e 7,50 em duas ondas seguidas, mas a australiana pegou outra onda boa para repetir o ataque de três manobras fortes com pressão e velocidade para receber 9,33 que selou a vitória por 18,56 a 14,40 pontos.

"Todos esses anos de treinamento e força mental me ajudaram hoje (quinta-feira)", disse Fitzgibbons, que subiu da sexta para a terceira posição no ranking com os 10.000 pontos da vitória em Fiji. "Eu realmente tenho uma ligação com o oceano aqui em Fiji, as ondas são poderosas e desafiadoras e me derrubaram algumas vezes hoje também, mas tentei só relaxar e continuar tentando. Você apenas tem que trabalhar bastante porque é isso que todas as meninas estão fazendo e acabam me empurrando pra treinar e treinar cada vez mais para acompanhar o nível delas".

Bianca Buitendag não conseguiu achar boas ondas.
A sul-africana Bianca Buitendag não conseguiu achar boas ondas para repetir as ótimas atuações do caminho até a sua segunda final consecutiva no Samsung Galaxy WSL Championship Tour. Ela foi a única a ultrapassar a casa dos 18 pontos duas vezes na quinta-feira de mar difícil em Cloudbreak. Venceu a australiana Nikki Van Dijk, 20 anos, nas quartas de final por 18,03 e atingiu 18,40 na semifinal contra a francesa Johanne Defay, 21, recordista do último dia com os 18,60 que totalizou na quarta fase. Bianca Buitedang também foi vice-campeã no Oi Rio Pro perdendo a final para Courtney Conlogue, mas subiu da nona para a sexta posição no ranking das cinco etapas completadas nas Ilhas Fiji.


"Foi um dia incrível para o surf feminino e estou muito orgulhosa da Sally (Fitzgibbons) também", disse Bianca Buitendag. "Ela é uma verdadeira guerreira e mereceu esta vitória. Claro que estou um pouco decepcionada por não vencer de novo, mas foi um grande evento da World Surf League para nós. Tivemos excelentes ondas e as meninas impressionaram. Para mim, outro segundo lugar me coloca em ótima posição para o restante da temporada".

A norte-americana Lakey Peterson.
A um passo do paraíso - O último dia do Fiji Women´s Pro começou com a definição das quatro últimas vagas para as quartas de final na rodada das perdedoras da terceira fase. Logo na segunda bateria, a líder Carissa Moore acabou eliminada pela norte-americana Lakey Peterson, 20 anos, por 0,07 no placar encerrado em 14,67 pontos. Bom para a sua compatriota, Courtney Conlogue, que poderia competir em casa no Trestles Women´s Pro com a lycra amarela do Jeep Leaderboard se vencesse sua próxima bateria, só que ela também perdeu para Johanne Defay e permaneceu em segundo no ranking.

A francesa também ficou a um passo do paraíso, mas na outra ponta da tabela de classificação, por um lugar no grupo das dez primeiras colocadas que são mantidas na elite das top-17 da World Surf League para o próximo ano. Johanne mostrou muita atitude em arriscar grandes manobras de backside nas esquerdas de Cloudbreak para despachar a segunda e a terceira colocadas no ranking, Courtney Conlogue e Tyler Wright, 21 anos, respectivamente. Precisava passar para a final para tirar a décima posição da havaiana Coco Ho, 24, mas a francesa não conseguiu superar Bianca Buitendag e ficou em 11º lugar, seguida por Silvana Lima, 30, em 12º.

Johanne Defay.
"A Bianca (Buitendag) surfou muito bem e pegou as ondas certas na bateria, então mereceu ir pra final", disse Johanne Defay. "Foi uma grande bateria, ela é uma das minhas melhores amigas, as ondas estavam perfeitas, notas altas e estou feliz por ter surfado bem nesse lugar incrível. Agora vou voltar pra casa para treinar e já estou ansiosa para a próxima etapa".

Desfalques no Fiji Pro - Depois do taitiano Michel Bourez, mais dois surfistas tiveram que cancelar suas participações no Fiji Pro por contusões, o havaiano John John Florence e o sul-africano Jordy Smith. Eles foram substituídos pelo espanhol Aritz Aranburu e o australiano Jay Davies, com as alterações provocando mudanças nas baterias da primeira fase. O prazo começa no domingo e Kelly Slater agora vai abrir a quinta etapa do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour com o também norte-americano Kolohe Andino e o brasileiro Alejo Muniz.

O próximo brasileiro a competir nos tubos de Cloudbreak é Wiggolly Dantas na terceira bateria, com os australianos Josh Kerr e Jay Davies. O vice-líder do ranking, Filipe Toledo, estreia na seguinte com outro australiano, Adrian Buchan, e o norte-americano Dane Reynolds, um dos convidados do Fiji Pro. Depois tem Adriano de Souza com a lycra amarela do Jeep Leaderboard na sexta bateria contra Kai Otton e o surfista que se classificar numa triagem entre fijianos.

Na sétima, entra o atual campeão mundial e defensor do título desta etapa nas Ilhas Fiji, Gabriel Medina, fazendo sua primeira apresentação contra o francês Jeremy Flores e o norte-americano C. J. Hobgood. Os outros integrantes da "seleção brasileira" do WCT estão escalados nas últimas baterias. Miguel Pupo na nona com o americano Nat Young e o irlandês Glenn Hall, Jadson André na décima com Julian Wilson e Adam Melling e Italo Ferreira na 12ª e última com o também australiano Joel Parkinson e o havaiano Fredrick Patacchia.

O Fiji Pro será transmitido ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pela Fox Sports para a Austrália, com coberturas especiais também pelo MCS Extreme na França, EDGE Sports na China, Coréia do Sul, Malásia e outros territórios, com a TV Globo sendo a nova parceira da World Surf League no Brasil.

PRIMEIRA FASE DO FIJI PRO:
1ª) Kelly Slater (EUA), Kolohe Andino (EUA), Alejo Muniz (BRA)
2ª) Taj Burrow (AUS), Matt Banting (AUS), Aritz Aranburu (ESP)
3ª) Josh Kerr (AUS), Wiggolly Dantas (BRA), Jay Davies (AUS)
4ª) Filipe Toledo (BRA), Adrian Buchan (AUS), Dane Reynolds (EUA)
5ª) Mick Fanning (AUS), Ricardo Christie (NZL), Aca Ravulo (FJI)
6ª) Adriano de Souza (BRA), Kai Otton (AUS),
7ª) Gabriel Medina (BRA), Jeremy Flores (FRA), C. J. Hobgood (EUA)
8ª) Owen Wright (AUS), Sebastian Zietz (HAV), Dusty Payne (HAV)
9ª) Nat Young (EUA), Miguel Pupo (BRA), Glenn Hall (IRL)
10: Julian Wilson (AUS), Jadson André (BRA), Adam Melling (AUS)
11: Bede Durbidge (AUS), Matt Wilkinson (AUS), Keanu Asing (HAV)
12: Joel Parkinson (AUS), Italo Ferreira (BRA), Fredrick Patacchia (HAV)

RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO FIJI WOMEN´S PRO:
Bicampeã: Sally Fitzgibbons (AUS) por 18,56 pontos (notas 9,33+9,23)
Vice-campeã: Bianca Buitendag (AFR) com 14,40 pontos (7,50+6,90)

SEMIFINAIS - 3º lugar com 6.500 pontos:
1ª) Sally Fitzgibbons (AUS) 16.83 x 3.33 Lakey Peterson (EUA)
2ª) Bianca Buitendag (AFR) 18.40 x 16.97 Johanne Defay (FRA)

QUARTAS DE FINAL - 5º lugar com 5.200 pontos:
1ª) Sally Fitzgibbons (AUS) 17.06 x 11.34 Laura Enever (AUS)
2ª) Lakey Peterson (EUA) 12.57 x 11.73 Tatiana Weston-Webb (HAV)
3ª) Johanne Defay (FRA) 13.00 x 4.26 Courtney Conlogue (EUA)
4ª) Bianca Buitendag (AFR) 18.03 x 9.57 Nikki Van Dijk (AUS)

QUARTA FASE - Vitória=Quartas de Final / Derrota=9º lugar com 3.300 pontos:
1ª) Laura Enever (AUS) 13.67 x 9.00 Coco Ho (HAV)
2ª) Lakey Peterson (EUA) 14.67 x 14.60 Carissa Moore (HAV)
3ª) Johanne Defay (FRA) 18.60 x 10.76 Tyler Wright (AUS)
4ª) Bianca Buitendag (AFR) 14.70 x 12.36 Malia Manuel (HAV)

TOP-10 DO RANKING JEEP LEADERBOARD DA WORLD SURF LEAGUE - 5 etapas:
1ª) Carissa Moore (HAV) - 37.800 pontos
2ª) Courtney Conlogue (EUA) - 36.900
3ª) Sally Fitzgibbons (AUS) - 29.600
4ª) Lakey Peterson (EUA) - 27.300
5ª) Tyler Wright (AUS) - 26.700
6ª) Bianca Buitendag (AFR) - 26.250
7ª) Tatiana Weston-Webb (HAV) - 23.500
8ª) Stephanie Gilmore (AUS) - 22.800
9ª) Malia Manuel (HAV) - 21.950
10ª) Coco Ho (HAV) - 20.300
12ª) Silvana Lima (BRA) - 16.850

PRÓXIMAS ETAPAS DO WSL SAMSUNG GALAXY WOMEN´S CHAMPIONSHIP TOUR 2015:
6ª) Jul 27-02: Vans US Open of Surfing em Huntington Beach, Orange County, Califórnia - Estados Unidos
7ª) Set 09-20: Trestles Women´s Pro em Lower Trestles, San Clemente, Califórnia - Estados Unidos
8ª) Set 22-28: Cascais Women´s Pro Portugal na Praia do Guincho, Cascais, Estoril - Portugal
9ª) Out 06-17: Roxy Pro France em Hossegor, Landes - França
10ª) Nov 22-06: Maui Women´s Pro em Honolua Bay, Maui - Havaí


Sobre os autores:

Gabriella Simões fez Fotografia Digital no Sesc e é associada a Arfoc/Brasil através da Arfoc/BA. Miguel Brusell é formado em Comunicação Social na UFBA, tem pós em Gestão de Informações para Multimeios na FTC e bloga desde 2003.
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comentar