» » Prêmio Greenish Brasil 2013

Inscrições para o maior concurso de ondas grandes do Brasil encerram no final de janeiro. Surfistas de todo o país podem se inscrever e concorrer a R$ 63 mil. Serão premiados a maior onda, o melhor tubo e o melhor aéreo.

Colaboração de texto: Yordan Bosco/Quatro Linhas

Os surfistas interessados em levar uma fatia dos R$ 63 mil oferecidos pelo Prêmio Greenish Brasil 2013 têm de correr para efetivar suas inscrições até o dia 31 deste mês. O concurso mais badalado do surf brasileiro contemplará três categorias: maior onda, melhor tubo e melhor aéreo, surfados em território brasileiro, entre os dias 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2013. As inscrições dos vídeos podem ser feitas pelo site www.greenish.com.br ou pelo e-mail marketing@greenish.com.br.

Os vencedores serão conhecidos em março deste ano, em uma cerimônia em Fortaleza. Além dos surfistas, serão premiados os cinegrafistas e os shapers (fabricantes das pranchas surfadas). Esta é a 8ª edição do prêmio, realizada pela surf wear cearense Greenish desde 2006.

O concurso tem grande repercussão no cenário do surf brasileiro e surfistas de renome nacional e internacional participaram a cada edição. Na versão 2012, os vencedores foram o catarinense Rafael Campos (maior onda), o carioca Bruno Santos (melhor tubo) e o paraibano Samuel Igo (melhor aéreo). Entre os concorrentes deste ano está o renomado surfista de ondas grandes Aldemir Calunga, do Rio Grande do Norte.

“O Prêmio Greenish Brasil é uma forma de reconhecer e premiar a coragem e a atitude dos surfistas brasileiros”, comenta o surfista, diretor da Greenish e idealizador do concurso, Petrônio Tavares. “Acreditamos que a forma mais democrática de premiar é prestigiar quem entra na onda remando, com a força dos braços”, diz Tavares.

Premiações - O vencedor da categoria melhor onda embolsará R$ 25 mil e ainda terá direito a uma estadia de 11 dias no barco Star Koat I, nas ilhas Mentawaii , na Indonésia. Vale destacar que o prêmio não contempla passagens de ida e volta para as ilhas Mentawaii. Já o cinegrafista que registrar a onda e o shaper  (fabricante da prancha surfada) levam R$ 5 mil cada.
Os que apresentarem o melhor aéreo e o melhor tubo ficam com R$ 10 mil e estadia no Star Koat I cada, seguindo os mesmos critérios da melhor onda. Já os respectivos cinegrafistas e shapers serão contemplados com R$ 2 mil. “Qualquer surfista brasileiro pode participar, só basta ter disposição para surfar ondas grandes e estar no dia, hora e lugar certo”, avisa Petrônio Tavares. Todo o regulamento do concurso está no site da Greenish.

Sobre os autores:

Gabriella Simões fez Fotografia Digital no Sesc e é associada a Arfoc/Brasil através da Arfoc/BA. Miguel Brusell é formado em Comunicação Social na UFBA, tem pós em Gestão de Informações para Multimeios na FTC e bloga desde 2003.
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comentar