Leandro Castan completará 50 jogos pelo Vasco - EsporteNaRede

terça-feira, 29 de outubro de 2019

Leandro Castan completará 50 jogos pelo Vasco

Líder do elenco cruzmaltino, zagueiro agradece torcida, companheiros e relembra momento mais marcante pelo clube.

Zagueiro relembra momento mais marcante pelo clube.
Colaboração de texto: Saraceni/Bolguese/Inovem Comunicação
Colaboração de foto: Rafael Ribeiro/CRVasco da Gama

Capitão do Vasco no segundo semestre de 2018 e durante esta temporada, o zagueiro Leandro Castan vai completar 50 jogos pelo Cruz-Maltino nesta quarta (30), às 21h30, em São Januário, em duelo diante do Grêmio, válido pelo Campeonato Brasileiro. “Fico muito feliz por completar esses 50 jogos. Com pouco mais de um ano, atingir essa marca, principalmente depois de tudo que passei na vida, é um motivo de muita alegria. Agradeço demais ao clube, a todos os companheiros deste período e aos torcedores, que me abraçaram desde o princípio. É um orgulho enorme vestir essa camisa pesada”, disse o camisa 5, destacando a boa sequência atual da equipe no Brasileirão, são três vitórias e dois empates.

Sobre o próximo adversário, Castan comentou: “Vai ser um jogo difícil, o Grêmio tem um grande elenco, mas queremos manter essa série positiva no campeonato. Dentro de casa, temos que nos impor, sabemos que nossa torcida vai comparecer em peso, apoiar os 90 minutos e, com isso, vamos brigar até a última bola para sair com esses três pontos”, completou.

Com 49 jogos (34 neste ano e 15 da temporada passada), o defensor soma 23 vitórias, 15 empates e 11 derrotas até o momento. Números e desempenho que o tornaram referência e um dos grandes líderes do elenco. O zagueiro chegou ao Vasco em agosto de 2018, após seis anos no futebol italiano (Roma, Torino e Caglari). Por isso e pelo espírito guerreiro, é apelidado pelos torcedores cruzmaltinos de "Rei de Roma".

Com a camisa do Gigante da Colina, Castan também voltou a balançar as redes após longo período. No dia 20 de julho, ele ajudou na vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense, pelo Brasileirão, e pôde comemorar um gol, algo que não acontecia desde dezembro de 2012. Foi o primeiro após o drama pessoal vivido em 2014, quando descobriu um tumor no cérebro, que culminou numa cirurgia que quase interrompeu sua carreira. “Aquele gol foi o meu momento mais marcante no meu período pelo Vasco, sem dúvidas. Ficará para o resto da minha vida. Todo o filme que passa na cabeça, a superação ao lado da minha família, amigos, familiares, companheiros dividindo aquele momento, meu filho chorando... Voltei após três meses fora, por conta de uma lesão, e pude comemorar um gol, depois de tanto tempo, que nos ajudou a vencer um clássico. Serei eternamente grato a todos”, ressaltou o defensor, que fez mais um gol ainda nesta temporada, diante do Flamengo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad