Gustavo Tsuboi vai disputar o Pan - EsporteNaRede

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Gustavo Tsuboi vai disputar o Pan

Mesa-tenista fechou com chave de ouro a temporada. Humberto Manhani ficou em segundo lugar na disputa da vaga na Seleção masculina que vai para Washington, capital norte-americana, no mês de novembro.

Gustavo Tsuboi comemora a vaga no Campeonato Pan-Americano.
Colaboração de texto e foto: Claudia Mendes/Marcio Menezes/CBMT

Gustavo Tsuboi, número 45 do mundo, foi absoluto na seletiva por uma vaga na Seleção Brasileira masculina que vai disputar o Campeonato Pan-Americano de Tênis de Mesa, em Washington, capital norte-americana, no mês de novembro. Neste domingo (24), no Centro Paralímpico Brasileiro, em São Paulo, ele derrotou Humberto Manhani na decisão, por 4 a 1 (11/5, 11/9, 10/12, 11/6 e 11/9).

Foi o encerramento de uma temporada magnífica para o mesa-tenista, recém contratado pelo Werder Bremen, da Alemanha. Ele, que estava atuando na Liga Polonesa, foi peça fundamental na participação do Brasil na Copa do Mundo e no Mundial por Equipes. Em ambas as competições, a Seleção figurou entre as oito melhores do mundo. “Estou muito feliz. É muito difícil jogar em um fim de temporada, a gente tem que buscar um último fôlego. O mais importante é que passei por um momento de baixa após os Jogos Olímpicos de 2016. Esperava muito mais da minha participação e foi bem abaixo do que eu imaginava. Consegui dar a volta por cima e nessa temporada mostrei meu melhor jogo”, disse o vencedor da seletiva.

Tsuboi foi uma das atrações da disputa em São Paulo. E este foi um motivo de alegria do mesa-tenista, além da vaga confirmada. “Várias crianças e pais me disseram ter vindo para me ver jogar pessoalmente. É muito legal, pois estou atuando fora do país em quase 90% do tempo”, comentou.

Por sua vez, Manhani também mostrou estar satisfeito com o desempenho. Na semifinal, ele derrotou Vitor Ishiy, atleta da Seleção Brasileira, por 4 a 2 (12/14, 11/9, 11/2, 3/11, 11/9 e 11/6), conseguindo uma improvável virada em um momento decisivo da partida, quando perdia o quinto set por 9 a 6 e fechou em 11 a 9. “Sabia que ia sentir muitas dificuldades, com a variação de saques do Tsuboi. Ele tem um repertório muito variado. Mas foi uma seletiva de altíssimo nível e estou feliz em ter chegado na decisão, depois de conseguir uma virada importante na semifinal”, disse o atleta.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad