Há vagas para aulas de futsal e handebol - EsporteNaRede

segunda-feira, 12 de março de 2018

Há vagas para aulas de futsal e handebol

O projeto Salvador Esporte e Cidadania está com 150 vagas abertas para jovens entre 7 e 17 anos de idade que terão acesso a aulas gratuitas de futsal e handebol.

Há vagas para aulas de futsal e handebol.
Colaboração de texto: Samuel Santos

As inscrições podem ser feitas às segundas, quartas e sextas, de 8 às 11 horas e entre 14 às 17 horas, na quadra esportiva de Ondina, na Praça Luiz Antônio Sande de Oliveira, em Salvador. O projeto Salvador Esporte e Cidadania é realizado pela Organização De Peito Aberto Incentivo ao Esporte, Cultura e Lazer (DPA), e conta com patrocínio da Wilson Sons e da D´granel, através da Lei Federal de Incentivo ao Esporte e com o apoio do Camarote Salvador e da Prefeitura de Salvador.

Os alunos participantes recebem materiais para a prática das ofertadas. 
Os alunos participantes recebem, de forma gratuita, materiais esportivos para a prática das modalidades ofertadas. Além disso, o projeto cede toda a estrutura necessária para as aulas, e contrata um profissional de educação física para o ensino das atividades. As aulas do projeto são realizadas às segundas, quartas e sextas-feiras, sempre no turno oposto ao período escolar na quadra esportiva de Ondina, na Praça Luiz Antônio Sande de Oliveira, em Salvador.

O coordenador do projeto, Rodrigo Porto, enfatizou a importância do projeto para as comunidades do Calabar, Alto de Ondina, São Lazaro e adjacências. “Um projeto como o Salvador Esporte e Cidadania garante aos participantes ações de lazer orientado, coletividade e regras das modalidades esportivas. Jogar Bola é muito bom, saber jogar é ainda melhor”, afirma.

O professor do projeto, Humberto Filho, enfatizou a importância da presença dos alunos nas atividades. “As vagas abertas são uma grande oportunidade para os jovens de Salvador. Nós, da De Peito Aberto, acreditamos que as atividades esportivas são uma forma de socializar os alunos. Acreditamos no esporte como ferramenta de inclusão e educação complementar”, destacou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad