Augusto Laranja leva o título do Bahia Cup - EsporteNaRede

terça-feira, 2 de outubro de 2018

Augusto Laranja leva o título do Bahia Cup

Novo treinador do baiano Natan Rodrigues, atleta de Rio Preto (SP) superou Guilherme Diniz, de Manaus (AM), se sagrou, neste domingo (30), campeão da primeira edição do Bahia Cup.

Augusto Laranja faturou R$ 3.500 de premiação.
Colaboração de texto: Fabrizzio Gallas/GallasPress
Colaboração de fotos: Thiago Parmalat/GallasPress

O Bahia Cup é dedicado ao alto rendimento com premiação total de R$ 10 mil realizado nas quadras do Clube Bahiano de Tênis, no bairro da Graça, em Salvador (BA). Após a vitória, Laranja destacou o potencial de Natan que é o principal favorito na 34ª edição do Bahia Juniors Cup que tem a chave principal largando na segunda no Clube Bahiano de Tênis.

Natural de São José do Rio Preto (SP), Augusto Laranja, de 26 anos, superou o atleta de Manaus (AM), de 18 anos, Guilherme Diniz, por 6/4 6/0 e levou para casa a premiação de R$ 3.500. Augusto tem pontos no ranking da ATP, mas desde o começo do ano optou por virar treinador pela falta de verba para poder viajar e disputar o circuito mundial.

O atleta foi em janeiro trabalhar com o ex-top 100 Thiago Alves e Edvaldo Oliveira em sua terra natal e chegou mais cedo em Salvador para jogar o Bahia Cup e acompanhar seus pupilos, entre eles o baiano Natan Rodrigues que há poucos meses se mudou de Salvador para a cidade do interior paulista: "Desde janeiro comecei a trabalhar como treinador. Quando tomei a decisão de parar de jogar no circuito mundial foi por que tínhamos poucos torneios, não estava conseguindo mais conciliar para ter um calendário da maneira que queria. Thiago e Edvaldo estavam precisando de um treinador e eu era o perfil que eles estavam buscando, estou no meu último ano do curso de Educação Física na faculdade à distância, então veio a oportunidade", disse Laranja.

Agusuto Laranja e Diniz Guilherme recebem premiação.  
"Sempre quando dá disputo torneios de grana no interior de São Paulo, Minas Gerais. Deixei de competir nos torneios futures, do circuito mundial,mas sempre treino, treino com os meninos da academia o Natan Rodrigues, Marcelo Zormann, Mateus Alves, e alguns outros meninos e assim mantenho o ritmo. Essa semana vim acompanhar alguns garotos no torneio mundial do ITF e Sul-Americano do Cosat do Bahia Juniors Cup e vim antes para disputar o Bahia Cup. Torneio muito bacana, joguei bem, me senti bem em quadra", seguiu o jovem treinador de apenas 26 anos de idade que está cheio de gás para encarar o circuito de maneira diferente.

Na academia ele olha mais pelos meninos a partir de 15, 16 anos que estão no juvenil e na transição do circuito profissional, que é o caso de Natan, hoje 61º do ranking mundial, com apenas 16 anos e principal favorito ao troféu na 34ª edição do Bahia Juniors Cup que larga com a chave principal na segunda com 307 atletas de 15 países.

"Natan tme um grande potencial, é um trabalhador, sempre disposto a ouvir, pedindo feedback. Um cara que tem talento, disposto a trabalhar, aceita correções é muito bom. Ele é um dos cinco, seis melhores do mundo na idade dos 16 anos, está no caminho, tem muito chão pela frente, mas lógico que alguém que é muito bom no juvenil não necessariamente será um grande profissional, mas se ele manter essa linha de trabalho, buscando evolução, seguir trabalhando duro ele vai dar muitas alegrias para a Bahia e para o Brasil", apontou: "Natan tem muita facilidade, joga perto da linha, encurtando o tempo do adversário, tem muito tempo de bola, precisa mais de peso e transferência, ganhar pontos mais facilmente. Ele vem assimilando bem essa proposta e nas últimas semanas vem dando resultado e daqui para frente é seguir trabalhando".

Natan soma dois títulos do circuito juvenil em Itajaí (SC) ano passado e na Colômbia este ano e esta semana disputou a Copa Davis juvenil com o Brasil onde caímos nas quartas de final em Budapeste, na Hungria. Para o fim de ano, após o torneio na capital baiana, a meta é dar experiência profissional para que o jovem possa ter um bom papel nos Grand Slams juvenis em 2019 e ser um grande profissional.

"Provavelmente ele vai jogar alguns futures no Brasil agora nas próximas semanas para ano que vem ter mais bagagem para disputar os Grand Slams juvenis que para o ano que vem é nosso foco principal. Agora jogar torneios profissionais é para pegar experiência, somar para subir de nível para o futuro".

A 34ª edição do Bahia Juniors Cup tem a presença de 307 atletas de 15 países (Brasil, Rússia, Colômbia, Peru, Argentina, Paraguai, Holanda, Polônia, Estados Unidos, Finlândia, Chile, Grã-Bretanha, Canadá, Índia e Bolívia) dos 9 até os 18 anos de idade, um aumento de 50% em relação ao ano de 2017. As chaves principais serão sorteadas no ainda neste domingo e começam na segunda-feira, dia 1º, finalizando no sábado, dia 6.

O Bahia Juniors Cup é um celeiro de craques do tênis brasileiro. Além de ter revelado Gustavo Kuerten a competição foi palco em 2016 do primeiro título a nível mundial para o paranaense Thiago Wild que derrotou o jogador que hoje é número dois do mundo, o argentino Sebastian Baez. O garoto que hoje tem 18 anos se sagrou campeão do US Open há pouco mais de uma semana se tornando o primeiro brasileiro campeão do Slam no júnior e apenas segundo brasileiro a levantar um Major no juvenil. O torneio baiano é especial na carreira do tenista que a partir de agora se dedicará integralmente ao profissional.

A 34ª edição do Bahia Juniors Cup Bahia Juniors Cup tem o patrocínio da da SETRE, a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte e da Sudesb, do Governo do estado da Bahia, dos Correios, o co-patrocínio da Wilson, Peugeot e apoio das Águas Meleva, Cassi Turismo e RevestBege . O evento é chancelado pela Federação Bahiana de Tênis, Confederação Brasileira de Tênis, Federação Internacional de Tênis e Confederação Sul-Americana de Tênis, o Cosat.


Resultados Bahia Cup:
Final
Augusto Laranja (SP) 6/4 6/0 Guilherme Diniz (AM)
Resultados 34ª edição Bahia Juniors Cup - Qualifying - Domingo (30/09):
18 anos - Masculino
(2) Herick Isago (BRA) 7/6 (3) 4/6 6/2 Gustavo Deszczynski (BRA)
(8) João Duleba (BRA) 6/3 6/3 Gustavo Campos (BRA)
João Guariente (BRA) 6/2 7/5 Pedro França (BRA)
Gustavo Magalhães (BRA) 6/3 6/4 (4) André Silva (BRA)

18 anos - Feminino
(1) Ana Candiotto (BRA) 6/2 6/3 Maria Salomão (BRA)
Maria Mauad (BRA) 6/0 6/1 (2) Maria Oliveira (BRA)
Amanda de Oliveira (BRA) 6/1 6/3 (3) Livia Cavalcanti (BRA)
Isabela Fioravanti (BRA) 6/4 4/6 6/2 Zoe Correa (CAN)

14 anos Masculino
Breno Braga (BRA) 2/6 6/4 6/2 João Farinon (BRA)
João Sarracine de Souza (BRA) 6/1 6/2 Luca Pignaton (BRA)
Pedro Pinto (BRA) 6/1 6/0 Luis Nascimento (BRA)
João Fonseca (BRA) 6/0 6/1 Diogo Amaro (BRA)

16 Anos Masculino
Luca Lima (BRA) 6/2 6/2 Arthur Chagas (BRA)
Tasso Moreira (BRA) 7/5 6/3 Paulo Calarge (BRA)
Bernardo Wolff (BRA) 6/2 6/3 Diogo Xavier (BRA)
Rafael Costa (BRA) x Lucas Almeida (BRA)

Últimos Campeões na categoria mundial do Bahia Juniors Cup:
2017 - João Lucas Reis (BRA) / Nathália Gasparin (BRA)
2016 - Thiago Wild (BRA) / Thaísa Pedretti (BRA)
2015 - Gabriel Decamps (BRA) / Thaísa Pedretti (BRA)
2014 - Igor Marcondes (BRA) / Maria Silva (BRA)
2013 - Silas Cerqueira (BRA) (último baiano campeão) / Thaísa Pedretti (BRA)
2012 - Marcelo Tebet (BRA) / Ivone Alvaro (POR)
2011 - Victor Gonzaga (BRA) / Giovanna Baccarini (BRA)
2010 - Vicente Bronstein (CHI) / Carla Forte (BRA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad