Mesa-tenistas preparadas para Copa do Mundo - EsporteNaRede

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Mesa-tenistas preparadas para Copa do Mundo

Seleção Feminina realiza os últimos preparativos para a Copa do Mundo e o técnico Lincon Yasuda reúne a experiência e a juventude das mesa-tenistas brasileiras.

Lin Gui (Esquerda) e Bruna Takahashi (Direita), em ação.
Colaboração de texto: Claudia Mendes/Marcio Menezes/Juliana Cumplido/CBMT
Foto arquivo: ITTF

A Seleção Brasileira Feminina vive os momentos finais de preparação para a Copa do Mundo por Equipes de Tênis de Mesa, que será realizada em Londres, a partir de quinta (22). O técnico Lincon Yasuda vai contar com um trunfo importante: uma mistura de experiência e juventude. Para ele, o foco será jogo a jogo, já que a competição é de tiro curto.

“Nossa equipe é bem homogênea. Jogadoras jovens, talentosas, habilidosas e com uma experiência considerável. Mas precisamos focar jogo a jogo, sem fazermos projeções. Estamos muito confiantes pelo potencial de cada uma”, ressalta o treinador.

Lincon Yasuda sabe que os confrontos serão muito difíceis, mas destaca o empenho das três atletas da Seleção: Bruna Takahashi, Gui Lin e Caroline Kumahara. “Não dá para apontarmos as principais adversárias. Estarão competindo as melhores equipes do mundo”, lembra.

Sobre suas atletas, o treinador sabe muito bem o que tem nas mãos. Detalha uma a uma com orgulho. “A Bruna vem de uma ótima performance no Mundial Juvenil, está em ascensão e vem trabalhando muito focada. Será muito interessante observá-la entre as melhores”, traça, orgulhoso, o perfil de Bruna Takahashi, que apesar de muito jovem, já disputou a Olimpíada do Rio de Janeiro.

Lin Gui e Caroline Kumahara também recebem elogios do treinador: “A Lin  disputa a Liga Polonesa, que é muito competitiva e é um dos destaques do seu time. É muito técnica e já bateu atletas do top 100 do ranking. A Caroline também tem experiência internacional, com vitórias importantes em seu currículo. Focada e habilidosa, é outro trunfo decisivo”, finaliza Yasuda.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad