Pizza do TJD pode para Baiano de Futebol - EsporteNaRede

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Pizza do TJD pode para Baiano de Futebol

O procurador Ruy João não conseguiu digerir a sentença do TJD (BA) no julgamento do BaVi do dia 18 de fevereiro que não acabou e ingressou, nesta quarta (28), com uma Medida Inominada para suspender a competição.

O procurador Ruy João não conseguiu digerir sentença do TJD (BA).
Por: Miguel Brusell
Foto: Gabriela Simões

Antes do julgamento, o procurador Hermes Hilarião, tinha pedido ao tribunal a desclassificação do Vitória da competição e o rebaixamento para a segunda divisão do Campeonato Baiano por ter, através de orientações do técnico Vagner Mancini, ecerrado a disputa antes do seu tempo final, propositalmente. O julgamento contou com a presença de quatro dos cinco integrantes do Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia.

Hermes Hilarião sofreu ameaças e não foi ao julgamento.


Justamente Hermes Hilarião, que, junto com seus familiares, sofreu ameaças de integrantes da torcida do Vitória nas redes sociais após relatar o caso ao tribunal, teve que se ausentar devido a uma viagem de ultima hora. Outras duas testemunhas da ação do técnico, dois repórteres de uma emissora de TV, também sofreram ameaças nas redes sociais e, não se sabe por que motivo, não compareceram ao Tribunal.

Logo no início o julgamento, o Tribunal dispensou o testemunho da perita que atestava a orientação do técnico, através de leitural labial. Em seguida decidiu pela inocência do técnico, do supervisor Mário Silva e dos jogadores, André Lima, Ramon e Bruno Bispo que participaram da sequencia de ações que levaram ao fim da partida antes dos 90 minutos.

Na sentença, o relator do caso, Maurício Saporito e Jayme Barreiros pediram a multa de R$ 100 mil contra o Vitória. Já Marcos Melo decidiu que o Vitória era totalmente inocente e não devia nem pagar multa. O auditor Silvio Quadros Mercês foi o único que seguiu o pedido do Procurador Hilarião sendo voto vencido a favor de uma multa, além da exclusão do Campeonato Baiano.

Mais ameaças.
Sem digerir esta sentença. o Procurador Geral do Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia (TJD-BA), Ruy João, ingressou com uma Medida Inominada na secretaria da entidade para suspender as duas rodadas finais da fase de classificação do Campeonato Baiano, que vão acontecer no domingo (4) e na quarta (7).

O procurador João explicou que a intenção é dar celeridade ao julgamento do recurso. "O que eu peço é a suspensão das duas rodadas classificatórias enquanto o recurso que Procurador vai interpor quinta (1) não seja deferido. O pedido é que se julgue imediatamente esse recurso, pelo princípio da celeridade. Não posso admitir que o julgamento se arraste e o caso não seja julgado", declarou.

Ainda segundo Ruy João, caso haja demora no julgamento, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pode assumir e julgar o caso. "Se houver demora injustificada, o STJD pode evocar e julgar esse processo. É uma possibilidade. Tem que haver urgência no processo", completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad