» » Liga do Nordeste fica sem Sport e Náutico

Descontentes com a premiação, pernambucanos anunciaram nesta segunda (3), a desfiliação da Liga responsável pela organização da Copa do Nordeste, a maior competição regional de futebol do país.

Da redação com informações do ECVitória e do ECB
Colaboração de foto: Felipe Oliveira/ECB

Já Bahia e Vitória seguem firmes na Liga do Nordeste. O novo formato de disputa da Copa do Nordeste foi aprovado em maio, em assembleia, e contou com voto favorável dos times baianos, mas os pernambucanos se abstiveram. Na sexta passada, Sport e Náutico assinaram a ruptura, oficializando o desligamento pelo site oficial do Sport.

A dupla contesta o valor da cota de participação que será dividida entre os clubes. Na Assembléia de Maio, ficou acertado que, em 2018, 12 clubes disputarão a fase de grupos, com outros oito disputando quatro vagas numa seletiva, totalizando 20 clubes.  

De volta ao calendário de competições da CBF em 2013 e garantida inicialmente até 2022, a Copa do Nordeste é importante para o fortalecimento dos clubes da região. O sucesso nacional do torneio é fruto da parceria entre a Liga do Nordeste, que gere a parte comercial, com direitos de transmissão, logística e patrocínios; a CBF, responsável pela parte técnica, incluindo tabela, arbitragem e julgamentos via STJD; e as federações, com suporte institucional.

Através do seu site, o Bahia se posicionou favorável ao novo formato da Copa do Nordeste. "É um primeiro avanço para fortalecer ainda mais os aspectos técnicos e comerciais. No futuro, novas intervenções naturalmente serão feitas para valorizar ainda mais os clubes; sempre em Assembleia Geral da Liga do Nordeste e respeitando as parcerias com a CBF e as federações" afirma a direção do Clube.

O presidente do Vitória, Ivã de Almeida lamentou o posicionamento de Sport e Náutico de romperem com a Liga do Nordeste, e garantiu que o Vitória está firme com a instituição. “Vamos cumprir todos os nossos contratos que firmamos para a disputa de competição em 2018”, afirmou o presidente do Vitória.

No entanto, Ivã Almeida acredita em promover o fortalecimento da Liga para obter uma maior projeção dos times do Nordeste na ocupação do cenário nacional, mercadologicamente e na mídia. “Nos últimos anos, o Nordestão vem ganhando musculatura e apelo junto à torcida. Mas é inegável que uma saída dos times pernambucanos prejudicaria essa musculatura. É preciso negociar”, completou Ivã de Almeida.

Os clubes-fundadores abaixo listados, publicamente, reafirmam suas respectivas condições de filiados à Liga do Nordeste como também se manifestam favoráveis à continuidade da Copa do Nordeste, respeitando as deliberações da Assembleia Geral realizada no dia 24 de março deste ano, na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

ABC Futebol Clube
América Futebol Clube
Associação Desportiva Confiança
Botafogo Futebol Clube
Ceará Sporting Club
Centro Sportivo Alagoano
Clube de Regatas Brasil
Esporte Clube Bahia
Esporte Clube Vitória
Fluminense de Feira Futebol Clube
Treze Futebol Clube


Sobre os autores:

Gabriella Simões fez Fotografia Digital no Sesc e é associada a Arfoc/Brasil através da Arfoc/BA. Miguel Brusell é formado em Comunicação Social na UFBA, tem pós em Gestão de Informações para Multimeios na FTC e bloga desde 2003.
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comentar