Oi SuperSurf esquenta disputa do título brasileiro em Floripa - EsporteNaRede

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Oi SuperSurf esquenta disputa do título brasileiro em Floripa

O líder Flavio Nakagima e Tomas Hermes são os principais concorrentes na briga pela ponta do ranking na Praia da Joaquina. Disputa vai envolver os quatorze primeiros colocados.

Fonte: Oi SuperSurf
Colaboração de foto: Masurel/Poullenot/WSL 

As inscrições para o Oi SuperSurf de Florianópolis ainda não foram completadas, mas está confirmada a lotação máxima de 160 surfistas de treze estados do país para a disputa de mais 6.000 pontos no ranking da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP). A apresentação das grandes estrelas de várias gerações do surfe brasileiro começa na próxima quarta-feira e vai até domingo num dos principais palcos do esporte, a Praia da Joaquina. A batalha do título brasileiro está bastante acirrada, principalmente entre o paulista Flavio Nakagima e o catarinense Tomas Hermes, que vencedoram das duas primeiras etapas do Oi SuperSurf 2015 no litoral norte de São Paulo. Mas os quatorze primeiros colocados no ranking também vão brigar pela ponta do ranking na Ilha de Santa Catarina.

O pernambucano Ian Gouveia.
Antes, a lista dos concorrentes ia até a 17ª posição, ocupada pelo catarinense Willian Cardoso, campeão da última edição do SuperSurf na Praia da Joaquina, em 2008. Só que o líder Flávio Nakagima ganhou outro evento de 1.000 pontos no domingo passado na Praia Grande, na Baixada Santista, e aumentou sua pontuação no ranking para 11.055. Com isso, o último que poderá ultrapassa-lo no ranking passou a ser o 14º colocado, o pernambucano Ian Gouveia, que mora em Florianópolis. Ian vai participar desta etapa junto com o seu pai, Fabio Gouveia, que é uma das atrações entre os surfistas já confirmados para competir na Praia da Joaquina.

Fabinho venceu a primeira etapa da história do SuperSurf, em 2000, na Praia de Maresias, e conquistou o seu segundo título brasileiro em 2005, durante a década de ouro da ABRASP. Ele já não participa mais de circuitos, mas vai competir como convidado em Florianópolis. Gouveia agora é representado por Ian, que viveu um momento especial na etapa passada do Oi SuperSurf, ao passar uma bateria junto com o cabo-friense Victor Ribas, que compete desde os tempos do seu pai e chegou a pega-lo no colo e cuidar dele durante as viagens.

Ian Gouveia foi um dos 23 surfistas que saíram do Oi SuperSurf de Ubatuba, encerrado em 16 de agosto, direto para as etapas do circuito mundial da World Surf League Qualifying Series, que já começavam na terça-feira da semana seguinte. Doze foram para a Europa e Ian escolheu o QS 3000 da Virginia, nos Estados Unidos, como outros dez competidores que estarão na Praia da Joaquina. Nove ainda ficaram mais uma semana para o QS 1000 da Carolina do Norte, onde o pernambucano Halley Batista conquistou o melhor resultado do Brasil nas duas etapas norte-americanas, terceiro lugar, só perdendo nas semifinais.

O baiano Bino Lopes.
Da Europa para Floripa - Já na Europa um participante do Oi SuperSurf de Florianópolis festejou no alto do pódio. O baiano Bino Lopes venceu o QS 1500 de Anglet, na França. Ele é um dos oito que também participaram do QS 3000 de Lacanau onde o carioca Lucas Silveira foi o principal destaque, e ainda estão na Europa disputando o QS 1500 de Pantin, que termina só neste domingo, na Espanha. Os outros são os paulistas Thiago Camarão, Thiago Guimarães, Deivid Silva, Robson Santos, Victor Bernardo e os catarinenses Cainã Barletta e Willian Cardoso.

Estes oito virão direto da Europa para a Ilha de Santa Catarina e a maioria deles depois retorna ao Velho Continente para participar das duas provas seguidas do QS 10000 em Portugal, que acontecem logo após o Oi SuperSurf de Florianópolis. Enquanto alguns viajaram atrás de pontos no ranking mundial do WSL Qualifying Series, outros ficaram por aqui competindo nas etapas válidas pelo Circuito Brasileiro, caso de Flavio Nakagima, que optou por aumentar um pouco mais a vantagem na liderança do ranking nacional.

Lucas Silveira.
Ele, o vice-líder Tomas Hermes e muitos outros que vão competir na terceira etapa do Oi SuperSurf 2015 em Florianópolis já estão em Santa Catarina participando do Circuito Catarinense Profissional, que acontece neste fim de semana em São Francisco do Sul, norte do estado. É mais uma prova de 1.000 pontos para o ranking da ABRASP que define o campeão brasileiro da temporada. Cada competidor registra apenas as cinco maiores pontuações conquistadas no ano e as do Oi SuperSurf são decisivas por valerem 6.000 pontos, contra 1.000 pontos das etapas dos circuitos estaduais de Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro.

Ponta do ranking - A batalha do título promete mais um capítulo emocionante na Ilha da Magia, com disputas de alto nível na Praia da Joaquina em praticamente todas as baterias. Os 160 participantes são divididos em quatro rodadas de dezesseis baterias e os 32 mais bem colocados só entram na quarta fase. A disputa principal será entre os vencedores das duas primeiras etapas, o líder Flavio Nakagima, campeão na Praia de Maresias de São Sebastião, e o catarinense Tomas Hermes, que venceu na Praia Grande de Ubatuba. A briga entre eles é fase a fase e outros fortes concorrentes são o paulista Hizunomê Bettero, que está em terceiro lugar, o cearense Charlie Brown, quarto, e o paranaense Jihad Khodr, o quinto.

Thiago Camarão.
Além deles, também têm chances matemáticas de brigar pela ponta do ranking brasileiro em Florianópolis mais nove surfistas, os paulistas Alex Ribeiro (6º no ranking), Thiago Camarão (7º), Thiago Guimarães (8º) e Deivid Silva (9º), os baianos Marco Fernandez (10) e Alandreson Martins (12), o capixaba Krystian Kymerson (11), o cearense Messias Felix (13) e o pernambucano Ian Gouveia (14). No entanto, esta lista ainda pode mudar dependendo do resultado da etapa do Circuito Catarinense, que está sendo realizada neste fim de semana em São Francisco do Sul.

Treze estados - Como nas duas primeiras etapas realizadas no litoral paulista, o Oi SuperSurf de Florianópolis também terá representantes de treze estados do país. Entre os 130 já confirmados, pois as inscrições ainda estão abertas para o último grupo de participantes, a maioria dos que vão competir na Praia da Joaquina é de São Paulo, 43 surfistas. Por enquanto, Santa Catarina tem 21 concorrentes ao título em casa, depois vem Rio de Janeiro e Ceará com doze surfistas cada, Pernambuco com onze, Bahia com nove, Paraná com seis, Rio Grande do Norte e Paraíba reforçada por Fabio Gouveia com quatro, Espirito Santo com três, Rio Grande do Sul e Alagoas com dois e Fernando de Noronha com um, Patrick Tamberg.

As quatro etapas do Oi SuperSurf 2015 são patrocinadas pela Oi e pela marca Smolder de surfwear, com participação especial de Furnas e realização da Casa da Árvore com a Editora Rocky Mountain da Revista Hardcore e Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP). Depois da etapa de Santa Catarina em Florianópolis, o Oi SuperSurf 2015 será encerrado em outro palco histórico do esporte, a Praia de Itaúna, de 7 a 11 de outubro em Saquarema (RJ), todas com transmissão ao vivo pelo www.oisupersurf.com.br

Robson Santos.
A Oi e o Esporte - A Oi tem longo histórico de apoio ao esporte, com patrocínios a grandes eventos, equipes e atletas de diferentes modalidades, como basquete, judô, futebol, surfe e skate. A companhia tem grande expertise no apoio ao esporte, seja com patrocínio ou com prestação de serviços de telecomunicações em grandes competições realizadas no país. Entre os exemplos recentes, a Oi foi uma das patrocinadoras oficiais da Copa do Mundo no Brasil em 2014 e da Copa das Confederações em 2013. A companhia também apostou no basquete patrocinando o NBA Global Games Rio 2015 e o torneio NBA 3X, além de apoiar os Jogos Cariocas de Verão e o Oi Bowl Jam de skate.

A Oi também patrocinou este ano o Oi Rio Pro, a etapa brasileira do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour (CT), e em julho fechou contrato de patrocínio com mais três surfistas brasileiros de destaque na WSL: Adriano de Souza, Filipe Toledo e Silvana Lima. Eles se juntam ao campeão mundial Gabriel Medina, embaixador do Oi Galera, no time de surfistas patrocinados pela Oi.

TOP-20 DO RANKING BRASILEIRO - ABRASP 2015 - 6 etapas:
1º) Flavio Nakagima (SP) - 11.055 pontos
2º) Tomas Hermes (SC) - 10.270
3º) Hizunomê Bettero (SP) - 10.040
4º) Charlie Brown (CE) - 9.140
5º) Jihad Kohdr (PR) - 8.750
6º) Alex Ribeiro (SP) - 8.390
7º) Thiago Camarão (SP) - 8.210
8º) Thiago Guimarães (SP) - 7.820
9º) Deivid Silva (SP) - 7.535
10) Marco Fernandez (BA) - 7.010
11) Krystian Kymerson (ES) - 6.660
12) Alandreson Martins (BA) - 6.540
13) Messias Felix (CE) - 6.380
14) Ian Gouveia (PE) - 6.310
15) Matheus Navarro (SC) - 6.150
16) Saulo Junior (SP) - 6.115
17) Willian Cardoso (SC) - 5.955
18) Odirlei Coutinho (SP) - 5.940
19) Paulo Moura (PE) - 5.680
20) Bino Lopes (BA) - 5.550
------mais 169 surfistas já pontuaram no ranking 2015

TOP 16 NO RANKING DO OI SUPERSURF 2015 - 2 etapas:
1º) Tomas Hermes (SC) - 9.660 pontos
2º) Flavio Nakagima (SP) - 9.000
3º) Charlie Brown (CE) - 8.820
4º) Hizunomê Bettero (SP) - 8.040
5º) Jihad Kohdr (PR) - 7.080
6º) Thiago Guimarães (SP) - 6.780
7º) Krystian Kymerson (ES) - 6.660
8º) Alex Ribeiro (SP) - 6.540
9º) Thiago Camarão (SP) - 6.300
10) Marco Fernandez (BA) - 6.000
11) Deivid Silva (SP) - 5.820
12) Ian Gouveia (PE) - 5.700
13) Alandreson Martins (BA) - 5.580
14) Willian Cardoso (SC) - 5.400
15) Bino Lopes (BA) - 5.100
15) Odirlei Coutinho (SP) - 5.100

15) Matheus Navarro (SC) - 5.100


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad