Mahalo Surf Eco Festival confirma etapa QS 6000 em Itacaré - EsporteNaRede

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Mahalo Surf Eco Festival confirma etapa QS 6000 em Itacaré

Festival que reúne surfe, música e ecologia, elevou o status do evento para o primeiro escalão do WSL Qualifying Series e surfistas de vários países vão competir na Praia da Tiririca na semana de 27 de outubro a 1º de novembro.

Gabriel Medina.
Colaboração de foto: Fabriciano Jr./Daniel Smorigo/SuperSurf
Colaboração de texto: João Carvalho


A cidade de Itacaré, na linda Costa do Cacau do litoral sul da Bahia, vai receber o Mahalo Surf Eco Festival pelo terceiro ano consecutivo nos dias 27 de outubro a 1º de novembro na Praia da Tiririca. A única etapa do circuito da World Surf League na Região Nordeste do Brasil confirmou a elevação do status do evento para QS 6000 e vai distribuir 150 mil dólares para os melhores surfistas de vários países que estarão competindo em Itacaré. O festival que reúne surfe, música e ecologia, promovido pelo Grupo Dendê Produções desde 2008, ganhou mais importância esse ano e será decisivo na batalha pelas dez vagas do WSL Qualifying Series para a elite dos top-34 que vai disputar o título mundial em 2016.

Praia da Tiririca.
"Sempre acreditamos no potencial do surfe e fomos um dos primeiros a investir no esporte no Nordeste, então temos muito orgulho em realizar um dos eventos mais antigos do Circuito Mundial no Brasil", disse Railton Lemos, diretor da Dendê Produções e idealizador do Surf Eco Festival. "Este ano estamos muito mais animados, porque o Mahalo Surf Eco Festival agora é uma etapa do QS 6000, mas nossa responsabilidade é bem maior também. Por isso, estamos trabalhando bastante para fazer um grande evento e para que atletas e público voltem para suas casas já pensando no campeonato de 2016".

Halley Batista (PE).
O Mahalo Surf Eco Festival será o último da temporada a valer 6.000 pontos para o ranking do WSL Qualifying Series e pode decidir classificações para o WCT em Itacaré. Além do show garantido de grandes estrelas e jovens promessas do esporte dentro d´água, ações ecológicas, sociais e de sustentabilidade, estarão acontecendo paralelamente na Praia da Tiririca durante os dias da semana do principal campeonato de surfe do Nordeste do país. Já o Festival de Música que é tradição na história do Surf Eco Festival, vai agitar o fim de semana em Itacaré com atrações locais e nacionais.

"A programação musical e a preocupação ecológica com educação ambiental sempre foram o diferencial do nosso evento", destaca Railton Lemos. "Acreditamos que a mistura de surfe e música tem tudo a ver, então sempre montamos uma grade de atrações para atender aos diferentes tipos de gosto do público. E temos a preocupação também de propagar um estilo de vida sustentável. Por isso, todos os anos montamos tendas ecológicas para que as crianças não só tenham admiração pelo surfe, mas aprendam sobre ecologia e pratiquem os ensinamentos em suas casas".

Energia solar - Sempre com a filosofia de promover um grande festival reunindo surfe e música, mas com preocupação ecológica de preservação da Natureza, a Dendê Produções inovou mais uma vez no ano passado ao realizar o primeiro evento de surfe do mundo utilizando energia solar captada no próprio local da competição. A iniciativa será repetida esse ano no QS 6000 Mahalo Surf Eco Festival, que contará novamente com várias atividades e palestras para o público durante os dias do campeonato na Praia da Tiririca.

O Mahalo Surf Eco Festival é realizado pela Dendê Produções com patrocínio da marca Mahalo, Prefeitura Municipal de Itacaré, Pousada Ecoporan, Secretaria de Turismo do Governo do Estado da Bahia, TV Santa Cruz e Skol. A etapa do QS 6000 sancionada pela WSL South America com premiação de 150 mil dólares, vale 6.000 pontos para o ranking mundial do WSL Qualifying Series e será transmitida ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

Festival de Música: Já é tradição. Desde a estreia do Surf Eco Festival em 2008, ele é encerrado com um grande festival de música. Este ano, a programação ganhou mais destaque e os shows começam até antes do início do campeonato, no sábado 24 de outubro, aberto ao público com atrações locais e o Adão Negro dando as boas-vindas para os atletas e para todos que já estiverem em Itacaré.

Felipe Toledo.
A semana segue agitada com os eventos promovidos pelos patrocinadores nos diversos espaços da cidade e até na Praia da Tiririca, com o Eco Sunset rolando até as 19h00 com um DJ animando o pôr do Sol a cada dia após a competição, com setlist animado na área VIP da arena do evento para convidados e competidores.

No sábado, 31 de outubro, começam os shows no KM 06, a partir das 20 horas, com atrações de peso da música local e nacional, como Baiana Sistem, Ponto de Equilíbrio, Seu Jorge, além do SPACE DJ ao vivo. E no domingo, depois do campeão do Mahalo Surf Eco Festival ser coroado na Praia da Tiririca, também no KM 06 subirão ao palco as bandas Cidade Negra, Nando Reis, Legião Urbana e com SPACE DJ ao vivo novamente.

História do Surf Eco Festival -A história do Surf Eco Festival começou em 2008 com uma etapa masculina e feminina de nível 5 estrelas na igualmente paradisíaca Praia do Forte, em Mata de São João, no litoral norte da Bahia. Os primeiros campeões foram dois surfistas que há alguns anos vêm brilhando no Circuito Mundial, o paulista Adriano "Mineirinho" de Souza e a cearense Silvana Lima.

O paulista Adriano "Mineirinho" de Souza.
No ano seguinte, o evento mudou para Salvador e passou a decidir os títulos sul-americanos Pro Junior masculino e feminino da WSL South America, além de continuar sempre promovendo uma etapa do Circuito Mundial válida pelo WSL Qualifying Series. Muitas estrelas que hoje fazem parte do grupo de elite da World Surf League festejaram vitórias na capital baiana.

Em 2009, o catarinense Alejo Muniz superou o hoje campeão mundial Gabriel Medina na final Pro Junior do Surf Eco Festival na Praia da Armação do Jardim de Alah e Miguel Pupo foi o campeão no mesmo lugar no ano seguinte. Em 2011, outro integrante da seleção brasileira do WCT, Filipe Toledo, faturou o título desta categoria na primeira edição do evento na Praia de Jaguaribe, que também foi o palco da despedida de Salvador em 2012.

Em 2013, o Surf Eco Festival estreou em Itacaré com o patrocínio da marca baiana de surfwear, Mahalo, promovendo etapas com status 4 estrelas do WSL Qualifying Series na Praia da Tiririca. O primeiro vencedor foi o pernambucano Halley Batista e no ano passado quem festejou o título foi o paulista Alex Ribeiro, que no momento é um dos dez que estão se classificando para o WCT. Em 2014 também teve uma etapa feminina do WSL 4-Star vencida pela havaiana Tatiana Weston-Webb, que está estreando na elite mundial este ano.



CAMPEÕES DA HISTÓRIA DO SURF ECO FESTIVAL NA BAHIA:
2008: Adriano de Souza (SP) no WSL 5-Star na Praia do Forte, em Mata de São João
2008: Silvana Lima (CE) no WSL 5-Star feminino derrotando Sally Fitzgibbons (AUS)
-------------------------------------------------------
2009: Marcio Farney (CE) no WSL 3-Star na Praia da Armação do Jardim de Alah, em Salvador
2009: Alejo Muniz (SC) e Diana Cristina (PB) no WSL South America Pro Junior
-------------------------------------------------------
2010: Coco Ho (HAV) no WSL 4-Star na Praia da Armação do Jardim de Alah, em Salvador
2010: Santiago Muniz (ARG) e Johanne Defay (FRA) no WSL South America Pro Junior
-------------------------------------------------------
2011: Bino Lopes (BA) no WSL 2-Star na Praia de Jaguaribe, em Salvador
2011: Filipe Toledo (SP) e Gabriela Leite (SC) no WSL South America Pro Junior
-------------------------------------------------------
2012: Krystian Kymerson (ES) no WSL 1-Star na Praia de Jaguaribe, em Salvador
2012: Deivid Silva (SP) e Rosanny Alvarez (VNZ) no WSL South America Pro Junior
-------------------------------------------------------
2013: Halley Batista (PE) no WSL 4-Star na estreia de Itacaré na Praia da Tiririca
-------------------------------------------------------
2014: Alex Ribeiro (SP) no WSL 4-Star na Praia da Tiririca, em Itacaré
2014: Tatiana Weston-Webb (HAV) no WSL 4-Star na Praia da Tiririca, em Itacaré


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad