Sábado de mar clássico para o Quiksilver Pro Saquarema - EsporteNaRede

sábado, 9 de maio de 2015

Sábado de mar clássico para o Quiksilver Pro Saquarema

Doze surfistas vão disputar o título do segundo QS 10000 da World Surf League neste domingo e Alex Ribeiro já garantiu o Brasil nas quartas de final ganhando um duelo brasileiro na Praia de Itaúna.

Connor O´Leary.
Colaboração de texto: Roberta Pinto/João Carvalho/ASP South America 
Colaboração de foto: Daniel Smorigo/ASP

Sábado de Sol, céu azul e ótimas ondas de 4-6 pés na Praia de Itaúna completando o cenário perfeito para o Quiksilver Pro Saquarema apresentado pela Powerade na Cidade do Surf da Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Três brasileiros passaram o domingo decisivo do QS 10000 de Saquarema, com Alex Ribeiro conquistando a primeira vaga para as quartas de final e os também paulistas Jessé Mendes e Caio Ibelli nas baterias restantes das oitavas de final que ficaram para abrir o último dia no Maracanã do surfe brasileiro. Também já garantiram passagem para as quartas de final nos duelos que fecharam o show de surfe do sábado em Itaúna, o adversário de Alex Ribeiro na primeira bateria, Nathan Yeomans, dos Estados Unidos, além do australiano Cooper Chapman e do costa-ricense Noe Mar McGonagle.

"Estou conseguindo mais um bom resultado aqui em Saquarema e eu adoro esse lugar, sempre dá altas ondas e agora ficou melhor ainda só com dois atletas na água", disse Alex Ribeiro, depois da vitória por 14,83 a 14,77 pontos sobre o potiguar Italo Ferreira no duelo brasileiro que abriu as oitavas de final do Quiksilver Pro Saquarema. "Essa minha bateria com o Italo (Ferreira) não foi tão boa de ondas como a outra que disputei antes, mas deu tudo certo e estou feliz que passei para as quartas de final, já que no ano passado eu parei nas oitavas".

Alex Ribeiro.
Antes deste confronto com o top do WCT, Italo Ferreira, Alex Ribeiro fez a sua melhor apresentação nas ondas da Praia de Itaúna esse ano quando derrotou o havaiano Granger Larsen e o australiano Stu Kennedy na abertura da terceira fase. Nesta bateria, o paulista da Praia Grande conseguiu nota 9,17 na sua melhor onda e ainda somou um 7,83 para vencer por exatos 17 pontos. Com a classificação, Alex Ribeiro garantiu 5.200 pontos para o WSL Qualifying Series e já saltou da 57ª para a 15ª posição no ranking que classifica dez surfistas para completar a elite dos top-34 que disputa o título mundial da World Surf League.

"A onda não era tão da série, mas abriu uma canaleta muito boa, consegui aplicar duas manobras na borda bem fortes, no critério que os juízes gostam, e ainda fiz uma finalização boa, uma batida na junção limpinha pra tirar aquele 9,17", descreveu Alex Ribeiro sobre a sua melhor onda surfada em Itaúna esse ano. "O dia hoje (sábado) está maravilhoso, nenhuma nuvem no céu, Sol, altas ondas, vento terral, ondas de 1,5 metro a 2,0 metros, ninguém tem o que reclamar. Saquarema não nega fogo mesmo, deu boas ondas a semana inteira e todo mundo está feliz com estas condições espetaculares".

Cooper Chapman.
Quartas de final - O adversário do atual campeão sul-americano da WSL South America, Alex Ribeiro, na disputa pela primeira vaga para as semifinais do Quiksilver Pro Saquarema, será o norte-americano Nathan Yeomans, que completou bons aéreos durante a semana na Praia de Itaúna. A classificação para o domingo decisivo foi conquistada sobre o havaiano Granger Larsen no segundo duelo das oitavas de final, vencido pelo americano por 13,94 a 12,73 pontos.

"Apesar de eu ter cometido alguns erros, a bateria foi boa e estou muito feliz por ter passado para as quartas de final, pois fazia tempo que eu não tinha um bom resultado assim num evento tão importante", disse Nathan Yeomans, que está adorando Saquarema. "Este lugar é incrível. As ondas são ótimas e ontem (sexta-feira) a noite teve um show irado (da banda de reggae, Cidade Negra) aqui na área do evento que eu curti bastante. Eu não consegui entender as letras das músicas porque são em português, mas o som era excelente e a energia da multidão que lotou a praia foi incrível".

Noe Mar McGonagle.
Já a segunda quarta de final do Quiksilver Pro Saquarema será entre Noe Mar McGonagle e Cooper Chapman. O surfista da Costa Rica despachou o francês Joan Duru, que defendia vaga no grupo dos dez surfistas que o WSL Qualifying Series classifica para a elite dos top-34 da World Surf League. E Cooper Chapman bateu o novo recordista de pontos nas ondas de Itaúna esse ano, Connor O´Leary, na quarta oitava de final que fechou o sábado em Saquarema.

"Foi uma bateria muito difícil, porque não é fácil competir contra alguém do nível do Joan Duru", disse Noe Mar McGonagle. "Eu consegui encontrar apenas uma onda boa de verdade e tive que somar uma nota fraca, mas foi o suficiente para me ajudar a chegar nas quartas de final. Estou mais feliz ainda pela classificação porque este evento é realizado pelo meu patrocinador, a Quiksilver, neste lugar incrível. Esta é a primeira vez que eu venho competir aqui, mas sem dúvidas este é uma das etapas mais importantes do ano e por isso vários caras do CT vieram competir aqui".

Nathan Yeomans .
O australiano Cooper Chapman também ficou feliz pela passagem para as quartas de final. Ele está tentando retornar ao G-10 do WSL Qualifying Series, pois saiu da lista na outra etapa do QS 10000 encerrada sábado passado nos Estados Unidos. "Foi uma bateria muito louca. Tanto eu como o Connor (O´Leary) caímos muito e fomos esmagados pelas ondas. As ondas aqui são bem parecidas com as de North Narrabeen, onde eu moro, então me senti mais confortável lá dentro. Estou feliz por ter passado, principalmente porque hoje já é meu aniversário lá na Austrália, mas aqui no Brasil vai ser só amanhã (domingo)".

Novos recordes - Com as séries bombando os expressos de esquerdas abrindo longas paredes limpas para manobras de borda e as direitas formando boas rampas com o vento leste para os aéreos, novos recordes foram registrados no QS 10000 de Saquarema. Aliás, foram computadas incríveis treze notas na casa dos 9 pontos, com critério excelente. A maior foi o 9,83 recebido pelo francês Jeremy Flores no confronto que fechou a terceira fase e o outro recordista foi Connor O´Leary, que atingiu imbatíveis 18,67 pontos e depois acabou eliminado pelo também australiano Cooper Chapman na última bateria do sábado de mar clássico na Praia de Itaúna.

Jeremy Flores.
As maiores notas saíram em manobras de borda executadas com pressão e velocidade, mas também em aéreos como o do costa-ricense Carlos Munoz que arrancou um 9,5 dos juízes na disputa pelas duas últimas vagas para as oitavas de final. Foi nesta bateria que Jeremy Flores pegou uma esquerda perfeita para ganhar a maior nota do campeonato (9,83), com dois dos cinco juízes dando nota 10 para ele. Em outra tirou 8,33 para fazer o terceiro maior placar do dia - 18,16 pontos. Antes dele, o também francês Maxime Huscenot já havia totalizado 18,30 com 9,23 em sua melhor onda, mas o recordista de pontos foi mesmo o australiano Connor O´Leary com 18,67 pontos das notas 9,80 e 8,87 nas duas ondas computadas.

"As ondas estão absolutamente bombando no tamanho perfeito para competir e minha bateria ainda caiu no momento perfeito da maré", disse Connor O´Leary, depois de estabelecer novos recordes para o Quiksilver Pro Saquarema. "Estou amarradão por ter a oportunidade de surfar um point de esquerdas perfeitas como estas em um evento do QS. Fico mais amarradão ainda que a Quiksilver, que é minha patrocinadora, esteja promovendo um evento como este. A onda daqui é incrível e muito divertida, além de ter uma força incrível".

Equipe Quiksilver - O francês Jeremy Flores, que também faz parte da equipe de competição da Quiksilver e foi o único top-34 da elite mundial a avançar para o último dia, igualmente era só felicidade depois de surfar a melhor onda de todo o campeonato na Praia de Itaúna. "Eu fiz algumas escolhas erradas no começo da bateria, mas tive paciência para esperar e do meio pro fim veio essa onda fantástica que tive a felicidade de conseguir surfar até o fim. Foi uma onda mágica e eu amo estar aqui. Na minha opinião, Saquarema tem a melhor onda do Brasil e é sempre um prazer participar de um evento nessas condições de mar excelentes".

Jesse Mendes.
O adversário de Jeremy Flores na última bateria das oitavas de final será o seu companheiro de equipe, Jessé Mendes. Eles se classificaram juntos na última rodada de confrontos formados por quatro competidores que abriu o sábado na Praia de Itaúna. Depois Jessé se classificou também em segundo lugar, atrás de outro francês, Maxime Huscenot, que surfou duas ondas excelentes que valeram notas 9,13 e 9,07 para fazer o segundo maior placar do Quiksilver Pro Saquarema, 18,30 pontos. Nesta bateria, Jessé e Maxime despacharam o neozelandês Billy Stairmand.

"Este já é o meu melhor resultado do ano e eu gosto bastante de Saquarema, ainda mais assim com o mar clássico, as esquerdas perfeitas e o vento de lado na boca da direita deixando a parede da esquerda lisa com bastante velocidade. Foi muito show o mar hoje (sábado)", disse Jessé Mendes. "Eu poderia ter surfado melhor essa minha segunda bateria, mas fiz uma leitura errada das ondas. Eu quis fazer umas manobras abertas, muito grandes, e acabava não chegando na junção a tempo. Os juízes gostam mais de manobras verticais e eu li as ondas mais pra rasgadas, então acabei dando mole nisso. Mas, o importante mesmo era passar de fase e estou feliz que consegui me classificar".

O Powerade apresenta Quiksilver Pro Saquarema 2015 é uma etapa do Circuito Mundial da WSL - World Surf League, que conta com patrocínio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Prefeitura Municipal de Saquarema e apoio da CCR - Via Lagos, Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP), Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ) e Associação de Surf de Saquarema (ASS). O evento está sendo transmitido ao vivo pelo www.worldsurfleague.com.


OITAVAS DE FINAL DO QUIKSILVER PRO SAQUAREMA - Derrota=9º lugar com US$ 4.300 e 3.700 pontos:
-------------baterias que ficaram para abrir o domingo:
5ª) Ryan Callinan (AUS) x Tom Whitaker (AUS)
6ª) Caio Ibelli (BRA) x Michael Wright (AUS)
7ª) Carlos Munoz (CRI) x Maxime Huscenot (FRA)
8ª) Jeremy Flores (FRA) x Jessé Mendes (BRA)

QUARTAS DE FINAL - baterias já formadas - Derrota=5º lugar com US$ 7.000 e 5.200 pontos:
1ª) Alex Ribeiro (BRA) x Nathan Yeomans (EUA)
2ª) Cooper Chapman (AUS) x Noe Mar McGonagle (CRI)

RESULTADOS DO QS 10000 QUIKSILVER PRO SAQUAREMA NO SÁBADO EM ITAÚNA:
OITAVAS DE FINAL - Derrota=9º lugar com US$ 4.300 e 3.700 pontos:
1ª) Alex Ribeiro (BRA) 14.83 x 14.77 Italo Ferreira (BRA)
2ª) Nathan Yeomans (EUA) 13.94 x 12.73 Granger Larsen (HAV)
3ª) Noe Mar McGonagle (CRI) 14.10 x 14.07 Joan Duru (FRA)
4ª) Cooper Chapman (AUS) 12.00 x 10.66 Connor O´Leary (EUA)

TERCEIRA FASE - 1º e 2º=Oitavas de Final / 3º=17º lugar com US$ 2.700 e 2.200 pontos:
1ª) 1-Alex Ribeiro (BRA)=17.00, 2-Granger Larsen (HAV)=9.73, 3-Stu Kennedy (AUS)=8.93
2ª) 1-Nathan Yeomans (EUA)=15.00, 2-Italo Ferreira (BRA)=14.47, 3-Jack Freestone (AUS)=14.24
3ª) 1-Joan Duru (FRA)=13.83, 2-Cooper Chapman (AUS)=13.77, 3-Dusty Payne (HAV)=13.00
4ª) 1-Connor O´Leary (AUS)=18.67, 2-Noe Mar McGonagle (CRI)=16.37, 3-Thomas Woods (AUS)=12.67
5ª) 1-Ryan Callinan (AUS)=14.93, 2-Michael Wright (AUS)=13.37, 3-Luke Davis (EUA)=12.77
6ª) 1-Caio Ibelli (BRA)=16.80, 2-Tom Whitaker (AUS)=15.03, 3-Adam Melling (AUS)=13.70
7ª) 1-Maxime Huscenot (FRA)=18.30, 2-Jessé Mendes (BRA)=13.10, 3-Billy Stairmand (NZL)=9.10
8ª) 1-Jeremy Flores (FRA)=18.16, 2-Carlos Munoz (CRI)=15.93, 3-Matt Banting (AUS)=11.00

SEGUNDA FASE - 3º=25º lugar (US$ 1.900 e 1.100 pontos) / 4º=37º lugar (US$ 1.600 e 1.000 pts):
------------baterias que abriram o sábado:
7ª) 1-Michael Wright (AUS), 2-Adam Melling (AUS), 3-Nic Von Rupp (PRT), 4-Hiroto Ohhara (JPN)
8ª) 1-Caio Ibelli (BRA), 2-Ryan Callinan (AUS), 3-Bino Lopes (BRA), 4-Jonathan Gonzalez (CNY)
9ª) 1-Tom Whitaker (AUS), 2-Luke Davis (EUA), 3-Fredrick Patacchia (HAV), 4-Wiggolly Dantas (BRA)
10) 1-Maxime Huscenot (FRA), 2-Carlos Munoz (CRI), 3-Dion Atkinson (AUS), 4-Michael Dunphy (EUA)
11) 1-Billy Stairmand (NZL), 2-Matt Banting (AUS), 3-Soli Bailey (AUS), 4-Perth Standlick (AUS)
12) 1-Jeremy Flores (FRA), 2-Jessé Mendes (BRA), 3-Steven Pierson (TAH), 4-Kanoa Igarashi (EUA)
------------baterias que fecharam a quinta-feira:
1ª) 1-Stu Kennedy (AUS), 2-Nathan Yeomans (EUA), 3-Adrian Buchan (AUS), 4-Matt Wilkinson (AUS)
2ª) 1-Jack Freestone (AUS), 2-Alex Ribeiro (BRA), 3-Michael Rodrigues (BRA), 4-David do Carmo (BRA)
3ª) 1-Italo Ferreira (BRA), 2-Granger Larsen (HAV), 3-Takumi Yasui (JPN), 4-Alejo Muniz (BRA)
4ª) 1-Joan Duru (FRA), 2-Connor O´Leary (EUA), 3-Marlon Lipke (PRT), 4-Marco Giorgi (URU)
5ª) 1-Dusty Payne (HAV), 2-Noe Mar McGonagle (CRI), 3-Conner Coffin (EUA), 4-Wade Carmichael (AUS)
6ª) 1-Thomas Woods (AUS), 2-Cooper Chapman (AUS), 3-Mitch Coleborn (AUS), 4-Aritz Aranburu (ESP)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad