Robson Santos é o novo campeão do Rip Curl Pro Argentina - EsporteNaRede

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Robson Santos é o novo campeão do Rip Curl Pro Argentina

O norte-americano Nic Hdez conseguiu quebrar a hegemonia brasileira em finais no QS de Mar del Plata, mas não a invencibilidade verde-amarela no alto do pódio mantida pelo paulista Robson Santos com a sua primeira vitória no Circuito Mundial em Mar del Plata.

Colaboração de texto: João Carvalho/ Pablo Fuentes/Guido L. Figliuolo/ASP South America
Colaboração de foto: Rodrigo Mairal /ASP

O paulista Robson Santos, 28 anos, manteve a hegemonia brasileira no alto do pódio do Rip Curl Pro Argentina, mas desta vez a final não foi 100% verde-amarela como nas outras duas edições e sim contra o jovem norte-americano Nic Hdez, 18 anos. Ele derrotou o pernambucano Luel Felipe, 23, e o carioca Lucas Silveira, 19, para chegar na decisão do título da primeira etapa do World Surf League Qualifying Series na América do Sul este ano. Pela vitória no domingo de vento sul forte, muito frio e mar difícil, com ondas mexidas de 2-3 pés na Playa Grande de Mar del Plata, Robson Santos faturou o prêmio máximo de 8.000 dólares, marcou seus primeiros 1.500 pontos no ranking mundial do QS e 1.000 pontos para liderar o primeiro ranking sul-americano da WSL South America em 2015.

"Estou muito, muito, muito feliz. É a minha primeira vitória no WQS e só tenho que agradecer a Deus, a todo mundo que vem me ajudando e acredita em mim. Agora é voltar pra casa, treinar mais ainda porque na semana que vem já tem outro campeonato", disse Robson Santos, que deve se dedicar na disputa do Circuito Brasileiro esse ano. "Infelizmente eu não tenho um patrocínio forte pra correr o Circuito Mundial. Eu gostaria muito de ter um para ir em busca do meu sonho que é entrar pro WCT, então vou ficar pelo Brasil mesmo, correr o SuperSurf, que ficou 10 anos fazendo do Circuito Brasileiro o mais rico do mundo e vai voltar esse ano. Estou muito feliz pela vitória aqui na Argentina e agora vou comer muito pra festejar, porque estou morrendo de fome".

Robson Santos foi preciso na escolha de ondas para vencer a grande final do QS 1500 Rip Curl Pro Argentina. A bateria começou com Nic Hdez pegando qualquer onda que entrava perto dele, mas todas fechando rápido para tirar boas notas, enquanto Robson preferiu esperar pelas melhores e a primeira esquerda que pegou abriu a parede para ele acertar três manobras e largar na frente com nota 7,00. O americano respondeu com nota 5,00 e se mantinha na briga do título. No entanto, Robson logo pega outra esquerda abrindo para aplicar quatro manobras fortes usando a borda para levantar grandes leques de água e consolidar a liderança com nota 8,17. Nic Hdez conseguiu sair da "combination" com uma nota 5,67, mas ainda precisava de um 9,50 nos 10 minutos finais pra vencer.

O brasileiro passou então a marcar o americano mais de perto, remando lado a lado com ele no mar mexido da Playa Grande. Hdez ainda escapou para arriscar um aéreo que não completou, enquanto Robson mantinha a prioridade de escolha, administrando a vantagem no outside. O tempo foi passando e a primeira vitória do paulista Robson Santos no Circuito Mundial foi confirmada nas duas únicas boas que ele surfou na bateria. O título valeu um prêmio de 8.000 dólares, 1.500 pontos no ranking do WSL Qualifying Series e 1.000 pontos para liderar o primeiro ranking sul-americano profissional da temporada 2015 da WSL South America. Já Nic Hdez ficou com 4.000 dólares e marcou 1.125 pontos no ranking mundial, mas não pontua no sul-americano por não ser do continente.

O domingo decisivo do QS 1500 Rip Curl Pro Argentina começou com 16 surfistas de cinco países brigando por vagas para as quartas de final na última rodada de confrontos formados por quatro competidores. Doze deles eram do Brasil e entre os quatro de outros países, somente o argentino Leandro Usuna e o norte-americano Nic Hdez se classificaram, com o francês Tom Cloarec e Dimitri Ouvre, da ilha São Bartolomeu, ficando em último nas suas baterias.

Nos duelos homem a homem inaugurados nas quartas de final, Leandro Usuna foi barrado pelo campeão Robson Santos, mas Nic Hdez passou por Luel Felipe e depois também derrotou Lucas Silveira nas semifinais. O carioca dividiu o terceiro lugar com o paulista Hizunomê Bettero, que numa das baterias mais eletrizantes do último dia foi eliminado por Robson Santos na batalha pela primeira vaga na final.

Rankings Mundial e Sul-Americano - O resultado do Rip Curl Pro Argentina formou o primeiro ranking sul-americano do WSL South America Surf Series 2015, mas alguns surfistas também ganharam posições importantes no ranking mundial do WSL Qualifying Series. Com os 1.500 pontos da vitória, Robson Santos foi direto para o 52º lugar e o vice-campeão Nic Hdez saltou de 228 para 68 na classificação geral das seis etapas completadas na Argentina. Os terceiros colocados, Hizunomê Bettero e Lucas Silveira, marcaram 840 pontos e subiram do 42º para o 25º lugar e do 79º para 38º, respectivamente.

E quem também melhorou de posição foi o atual campeão sul-americano Pro Junior, Deivid Silva. Ele foi barrado no sábado, mas, com os 300 pontos do 17º lugar em Mar del Plata, abandonou o último lugar na lista dos dez surfistas que se classificam para o WCT e agora é o oitavo colocado. Além de Deivid Silva, mais três brasileiros estão no G-10 do QS, o catarinense Alejo Muniz em segundo lugar, o pernambucano Ian Gouveia em sexto e o carioca Pedro Henrique em sétimo.

Festival Rip Curl - O Rip Curl Pro Argentina fechou um verdadeiro Festival de Surf realizado em Mar del Plata desde segunda-feira na Playa Grande. Na sexta-feira foram definidos os campeões da segunda seletiva sul-americana para o Mundial Pro Junior da World Surf League, com Luan Wood ganhando a decisão brasileira contra o defensor do título, Deivid Silva, e Lucia Indurain vencendo a inédita final argentina contra a jovem Catalina Mercere, de apenas 14 anos de idade. Deivid Silva continua liderando o ranking Pro Junior, agora com Luan Wood em segundo lugar. Na categoria feminina, a peruana Miluska Tello também permaneceu firme na busca pelo bicampeonato sul-americano com uma boa vantagem sobre a chilena Lorena Fica, que passou a ser seguida por três argentinas, Lucia Indurain, Lucia Cosoleto e Josefina Ane.

Próximas etapas - A próxima etapa do WSL Qualifying Series na América do Sul será no Brasil, o QS 10000 Quiksilver Saquarema Prime apresentado pela Powerade na Praia de Itaúna, em Saquarema, nos dias 04 a 10 de maio na "Cidade do Surf" da Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Mas, pelas novas regras da World Surf League, esse evento não vale pontos para o ranking sul-americano por ser nível QS 10000. Então, a próxima etapa do WSL South America Surf Series 2015 será o QS 1500 Maui and Sons Arica Pro Tour nas grandes ondas de El Gringo, nos dias 04 a 09 de agosto no Chile.


RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO QS 1500 RIP CURL PRO ARGENTINA:
Campeão: Robson Santos (BRA) por 15,17 pontos (notas 8,17+7,00) - US$ 8.000 e 1.500 pontos
Vice-campeão: Nic Hdez (EUA) com 10,67 pontos (5,67+5,00) - US$ 4.000 e 1.125 pontos

SEMIFINAIS - 3.o lugar com 840 pontos e US$ 2.300 de prêmio:
1.a: Robson Santos (BRA) 14.35 x 13.50 Hizunomê Bettero (BRA)
2.a: Nic Hdez (EUA) 13.60 x 12.10 Lucas Silveira (BRA)

QUARTAS DE FINAL - 5.o lugar com 630 pontos e US$ 1.250 de prêmio:
1.a: Robson Santos (BRA) 14.40 x 13.75 Leandro Usuna (ARG)
2.a: Hizunomê Bettero (BRA) 14.50 x 11.75 Victor Bernardo (BRA)
3.a: Nic Hdez (EUA) 13.65 x 13.00 Luel Felipe (BRA)
4.a: Lucas Silveira (BRA) 15.75 x 14.75 Messias Felix (BRA)

QUINTA FASE - 3.o=9.o lugar (US$ 1.250 e 450 pts) / 4.o=13.o lugar (US$ 800 e 420 pts):
1.a: 1-Robson Santos (BRA), 2-Hizunomê Bettero (BRA), 3-Franklin Serpa (BRA), 4-Tom Cloarec (FRA)
2.a: 1-Victor Bernardo (BRA), 2-Leandro Usuna (ARG), 3-Thiago Camarão (BRA), 4-Weslley Dantas (BRA)
3.a: 1-Nic Hdez (EUA), 2-Messias Felix (BRA), 3-Renato Galvão (BRA), 4-Alcides Lopes (BRA)
4.a: 1-Lucas Silveira (BRA), 2-Luel Felipe (BRA), 3-Renan Peres (BRA), 4-Dimitri Ouvre (BLM)

TOP-16 DO RANKING SUL-AMERICANO DA WSL SOUTH AMERICA - 1.a etapa:
1.o: Robson Santos (BRA) - 1.000 pontos
2.o: Hizunomê Bettero (BRA) - 560
2.o: Lucas Silveira (BRA) - 560
4.o: Leandro Usuna (ARG) - 420
4.o: Messias Felix (BRA) - 420
4.o: Luel Felipe (BRA) - 420
7.o: Renato Galvão (BRA) - 300
7.o: Thiago Camarão (BRA) - 300
7.o: Franklin Serpa (BRA) - 300
7.o: Renan Peres (BRA) - 300
11: Weslley Dantas (BRA) - 280
11: Alcides Lopes (BRA) - 280
13: Jihad Khodr (BRA) - 200
13: Ian Gouveia (BRA) - 200
13: Cristobal de Col (PER) - 200
13: Thiago Guimarães (BRA) - 200
13: Deivid Silva (BRA) - 200
13: Juninho Urcia (PER) - 200
13: Samuel Igo (BRA) - 200
13: Matheus Herdy (BRA) - 200

G-10 DO RANKING DO WSL QUALIFYING SERIES 2015 - 6 etapas:
1.o: Kolohe Andino (EUA) - 8.260 pontos
2.o: Alejo Muniz (BRA) - 7.550
3.o: Jack Freestone (AUS) - 6.050
4.o: Mateia Hiquily (TAH) - 4.620
5.o: Stu Kennedy (AUS) - 4.595
6.o: Ian Gouveia (BRA) - 4.490
7.o: Pedro Henrique (BRA) - 4.160
8.o: Deivid Silva (BRA) - 3.960
9.o: Ryan Callinan (AUS) - 3.950
10: Brent Dorrington (AUS) - 3.900
11: Evan Geiselman (EUA) - 3.710
--------próximos sul-americanos até 100:
12: Jessé Mendes (BRA) - 3.650 pontos
15: Michael Rodrigues (BRA) - 3.380
25: Hizunomê Bettero (BRA) - 2.490
29: Luel Felipe (BRA) - 2.130
30: Jean da Silva (BRA) - 2.060
32: Willian Cardoso (BRA) - 1.950
38: Lucas Silveira (BRA) - 1.885
39: Caio Ibelli (BRA) - 1.750
47: Rafael Teixeira (BRA) - 1.570
52: Robson Santos (BRA) - 1.500
55: Alan Donato (BRA) - 1.440
56: Marco Giorgi (URU) - 1.430
56: Miguel Tudela (PER) - 1.430
58: Alex Ribeiro (BRA) - 1.420
60: David do Carmo (BRA) - 1.400
60: Victor Bernardo (BRA) - 1.400
69: Thiago Camarão (BRA) - 1.270
70: Santiago Muniz (ARG) - 1.265
80: Tomas Hermes (BRA) - 1.100
80: Matheus Navarro (BRA) - 1.100
85: Leandro Usuna (ARG) - 1.020
89: Wiggolly Dantas (BRA) - 1.000
92: Caetano Vargas (BRA) - 955

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad