» » Maui and Sons Woman Pichilemu Pro no Chile

Chilena Jessica Anderson e argentina Josefina Ane se destacam nas ondas de Punta de Lobos em Pichilemu no sul do Chile.


Colaboração de texto: João Carvalho/ASP SouthAmerica 

O calendário 2014 da ASP South America está sendo encerrado neste fim de semana com uma nova etapa feminina do ASP Qualification Series em uma das ondas mais desafiadoras da América do Sul. O Maui and Sons Woman Pichilemu Pro foi iniciado na sexta-feira e a chilena Jessica Anderson bateu os recordes da argentina Josefina Ane em sua segunda apresentação no pointbreak de esquerdas de Punta de Lobos, em Pichilemu, no sul do Chile. As chilenas conquistaram a maioria das oito vagas para as quartas de final nas duas rodadas de baterias realizadas na sexta-feira. As únicas exceções foram a argentina Josefina Ane e a havaiana Dax McGill, com todas as outras estrangeiras não passando do primeiro dia de disputas no Chile.

"Estou muito contente em saber que tirei a maior nota do dia. A onda está boa para fazer manobras e eu consegui aproveitar bem uma esquerda passando várias sessões. Foi um dia incrível, com Sol, boas ondas, pranchas boas e só a correnteza que está muito forte, mas dá para pegar boas ondas nas baterias", disse Jessica Anderson, que também comentou sobre a estreia do Maui and Sons Woman Pichilemu Pro. "É uma oportunidade incrível para nós, chilenas, podermos competir em casa. Eu tenho participado do circuito WQS esse ano e, para mim, este evento é muito importante para somar pontos no ranking mundial".

Com os 316 pontos que garantiu com a classificação para as quartas de final do ASP 3-Star Maui and Sons Woman Pichilemu Pro, Jessica Anderson já ganhou dezenove posições no ASP Women´s Qualification Series, subindo de 89 para 70 no ranking atualizado com os resultados da sexta-feira no Chile. Ela já havia participado do único evento da ASP South America em Pichilemu em 2008, uma seletiva sul-americana para o Mundial Pro Junior da ASP, quando foi até as semifinais e terminou em terceiro lugar na prova vencida pela brasileira Gabriela Leite.

Jessica Anderson tenta outro bom resultado em Pichilemu e arrancou até nota 10 de um dos juízes em uma esquerda que abriu a parede para ela desferir uma série de manobras em várias sessões da onda que quebra numa perigosa bancada de rocha no visual magnífico dos paredões de pedras de Punta de Lobos. A média da melhor apresentação do campeonato ficou em 9,25 e a chilena ainda somou uma nota 7,00 para totalizar 16,25 pontos de 20 possíveis.

Ela foi a única a superar as marcas que Josefina Ane conseguiu em sua estreia no segundo confronto do evento que também fecha o ranking sul-americano feminino da ASP South America no Chile. Ela encabeçava a lista dos recordes com os 15,50 pontos e a nota 8,5 da sua melhor onda na dobradinha argentina com Lucia Cosoleto sobre as chilenas Junia Toribio e Antonia Vidueira. Josefina depois também passou em primeiro para as quartas de final, com a chilena Natalia Escobar Diaz barrando a única participante do Brasil em Pichilemu, a pernambucana Monik Santos, na briga pela segunda vaga da bateria que abriu a segunda fase.

"Estou feliz por ter passado duas baterias hoje (sexta-feira), por ter conseguido pegar boas ondas e por ter surfado bem, me fazendo ganhar confiança", disse Josefina Ane. "Na Argentina não tem muitas ondas boas, grandes, como aqui no Chile, mas eu sempre tenho treinado o máximo que posso e faço também uma preparação física e técnica para enfrentar as competições. A correnteza aqui em Punta de Lobos é bem forte e isso está me ajudando porque tive que remar muito hoje para passar as baterias".

Além da argentina Josefina Ane, a havaiana Dax McGill foi a outra única estrangeira que passou invicta pelas duas fases realizadas na sexta-feira. Aliás, foram as únicas que se classificaram para as quartas de final que vão abrir o sábado decisivo do Maui and Sons Woman Pichilemu Pro, a partir das 9:30 horas no Chile. A havaiana só competiu contra chilenas no primeiro dia, superando Adela Recordon, Janelle Anderson e Luna Vergara, com a melhor onda surfada - nota 7,90 - na terceira bateria classificatória para as quartas de final.

"Foi bem mais difícil essa bateria porque eu não estava encontrando boas ondas, mas no final apareceu uma que abriu e eu consegui tirar uma boa nota que me garantiu a classificação", disse Dax McGill. "A água está bastante fria, a correnteza muito forte, então tem que estar preparada para surfar nestas condições e estou gostando disso. Espero continuar surfando forte amanhã (sábado) para ir avançando porque quero somar mais pontos no ranking do WQS".

Quartas de final - As quartas de final estão previstas para serem iniciadas às 9:30 horas em Pichilemu e o primeiro duelo do sábado será entre a argentina Josefina Ane e a chilena Pomare Tepano. A vencedora irá disputar a primeira vaga para a grande final do Maui and Sons Woman Pichilemu Pro com quem passar da quarta de final chilena entre a recordista Jessica Anderson e Natalia Escobar Diaz.

Já a próxima chilena que a havaiana Dax McGill vai enfrentar em Punta de Lobos é Trinidad Segura, idealizadora e uma das organizadoras do Maui and Sons Woman Pichilemu Pro. Ela conquistou a última vaga para as quartas de final, passando em segundo lugar na bateria 100% chilena vencida por Lorena Fica que fechou a sexta-feira no Chile. Dax McGill e Trinidad Segura vão disputar a terceira vaga para as semifinais, enquanto Lorena Fica brigará pela última com a também chilena Adela Recordon.

Atrações extras para o público - Os organizadores do Maui and Sons Woman Pichilemu Pro também prepararam uma série de atividades para o público que comparecer em Punta de Lobos para assistir a etapa inédita do ASP Women´s Qualification Series no Chile, como aulas de Yoga, aulas de surfe, exposição de artes e shows de música ao vivo na praia.

"A ideia é transformar este campeonato mundial em um festival internacional de surfe e cultura não somente para as mulheres, mas para todos os amantes do surfe e da Natureza", disse Tito Loyola, um dos organizadores do evento. "Os temas Ecologia e preservação ambiental serão praticados durante o campeonato com uma campanha de limpeza da praia e outras atividades".

Para mais informações do Maui and Sons Woman Pichilemu Pro, acesse o site que está transmitindo o evento ao vivo do Chile pelo www.mauiandsons.cl/pichilemupro2014

QUARTAS DE FINAL DO ASP 3-STAR MAUI AND SONS WOMAN PICHILEMU PRO:
1.a: Josefina Ane (ARG) x Pomare Tepano (CHL)
2.a: Jessica Anderson (CHL) x Natalia Escobar Diaz (CHL)
3.a: Dax McGill (HAV) x Trinidad Segura (CHL)
4.a: Lorena Fica (CHL) x Adela Recordon (CHL)

SEGUNDA FASE - Round of 16 - 3.a=9.o lugar (US$ 550 e 237 pts) / 4.a=13.o lugar (US$ 500 e 208 pts):
1.a: 1-Josefina Ane (ARG)=13.75, 2-Natalia Escobar Diaz (CHL)=8.35, 3-Monik Santos (BRA)=6.65, 4-Javiera Veliz (CHL)=3.50
2.a: 1-Jessica Anderson (CHL)=16.25, 2-Pomare Tepano (CHL)=10.05, 3-Lucia Cosoleto (ARG)=8.35, 4-Katherine Del Rio (CHL)=1.50
3.a: 1-Dax McGill (HAV)=11.15, 2-Adela Recordon (CHL)=9.15, 3-Janelle Anderson (CHL)=8.25, 4-Luna Vergara (CHL)=2.50
4.a: 1-Lorena Fica (CHL)=11.00, 2-Trinidad Segura (CHL)=5.85, 3-Catalina Hotz (CHL)=4.65, 4-Romina Husid (CHL)=3.65

PRIMEIRA FASE - Round of 32 - 3.a=17.o lugar (US$ 450 e 178 pts) / 4.a=25.o lugar (só 145 pontos):
1.a: 1-Javiera Veliz (CHL)=7.25, 2-Katherina Del Rio (CHL)=2.25, 3-Josefina Vidueira (CHL)=1.75
2.a: 1-Josefina Ane (ARG)=15.50, 2-Lucia Cosoleto (ARG)=11.50, 3-Junia Toribio (CHL)=1.75
3.a: 1-Pomare Tepano (CHL), 2-Monik Santos (BRA)=10.65, 3-Vania Torres (PER)=8.60
4.a: 1-Jessica Anderson (CHL)=11.00, 2-Natalia Escobar Diaz (CHL)=8.00, 3-Josefina Dominguez (CHL)=1.50
5.a: 1-Dax McGill (HAV)=11.25, 2-Romina Husid (CHL)=3.20, 3-Sofia Schiappcasse (CHL)=1.40
6.a: 1-Adela Recordon (CHL)=10.00, 2-Trinidad Segura (CHL)=8.85, 3-Delfina Samaniego (CHL)=2.80
7.a: 1-Lorena Fica (CHL)=11.85, 2-Janelle Anderson (CHL)=3.80, 3-Laura Godoy (CHL)=1.00
8.a: 1-Catalina Hotz (CHL)=6.85, 2-Luna Vergara (CHL)=3.30, 3-Valentina Fantuzzi (CHL)=0.00


Sobre os autores:

Gabriella Simões fez Fotografia Digital no Sesc e é associada a Arfoc/Brasil através da Arfoc/BA. Miguel Brusell é formado em Comunicação Social na UFBA, tem pós em Gestão de Informações para Multimeios na FTC e bloga desde 2003.
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comentar