» » Mahalo Surf Eco Festival começa com 137 surfistas de 17 países

A Skol apresenta as etapas do ASP 4-Star masculina e feminina na Praia da Tiririca que terminam no sábado com um grande festival de música em Itacaré com O Rappa como principal atração.

Colaboração de texto: João Carvalho/ASP SouthAmerica
Colaboração de foto: Fabriciano Júnior 

Uma segunda-feira ensolarada com muito calor para abrir o ASP 4-Star Mahalo Surf Eco Festival no clima característico do Nordeste em Itacaré, no litoral sul da Bahia. O segundo desafio da "perna brasileira" de fim de ano do Circuito Mundial começou pela categoria masculina, mas ela foi paralisada após a oitava bateria por causa da maré muito seca na Praia da Tiririca e retornou às 14h30 para realizar a segunda metade da primeira fase. Já o início da competição feminina, que também vale 1.000 pontos para o ranking mundial do ASP Qualification Series, ficou para a terça-feira. Cerca de 140 surfistas de dezessete países estão em Itacaré para disputar os 95 mil dólares que será distribuído para os homens e os 30 mil dólares para as meninas até sábado na "Cidade do Surf" do litoral sul da Bahia.

Nas duas categorias, a maioria dos concorrentes é do Brasil. Entre os homens, são oitenta contra 36 estrangeiros de 15 países, Austrália com sete participantes, França e Argentina com cinco cada, Estados Unidos com quatro, Japão com três, Havaí e Venezuela com dois e oito nações serão representadas por um competidor em Itacaré, Peru, Chile, Equador, Ilha Guadalupe, Portugal, Nova Zelândia, Indonésia e Taiti. No ASP 4-Star feminino são onze brasileiras entre as 21 inscritas, contra dez de sete países, sendo três do Havaí, duas dos Estados Unidos e uma da França, da Inglaterra, da Espanha, do Japão e da Argentina.

Os 116 competidores do masculino foram divididos em três rodadas com dezesseis baterias. Os participantes mais bem colocados no ranking entram como cabeças de chave somente na terceira fase, com a premiação mínima de 700 dólares já garantida se ficar em último lugar na bateria. Outros 32 surfistas entram como pré-classificados na segunda fase e vão estrear contra os 32 que passarem pela rodada inicial, dos surfistas piores colocados no ranking mundial entre os inscritos na segunda edição do Mahalo Surf Eco Festival em Itacaré. Estes terão que passar duas baterias para chegarem na terceira fase, quando começa a ser distribuída a premiação de 95 mil dólares oferecida nas etapas com nível 4 estrelas.

O top da elite mundial do WCT, Adriano de Souza, era o cabeça de chave número 1 do Mahalo Surf Eco Festival, mas ele sofreu uma contusão no joelho e teve que cancelar sua participação e o número 1 será o catarinense Willian Cardoso. Mineirinho foi o vencedor da primeira edição da história do Surf Eco Festival organizado pela Dendê Produções na Bahia, que foi iniciada em 2008 na Praia do Forte, em Mata de São João, no litoral norte do estado. Já a primeira campeã está confirmada no Mahalo Surf Eco Festival, a cearense Silvana Lima que hoje lidera o ranking mundial do ASP Qualification Series e atualmente mora na cidade de Itacaré, ou seja, vai competir em casa na Praia da Tiririca.

Dobradinha baiana - No primeiro dia, os surfistas do Nordeste usaram a experiência em surfar esse tipo de onda característico da região para conquistar a maioria das vagas disputadas pela manhã em Itacaré, doze de dezesseis. O Mahalo Surf Eco Festival já foi inaugurado com uma dobradinha baiana do soteropolitano Erick Moraes e do itacareense Iago Silva sobre o catarinense Bruno Moraes e o paulista Jonathan Pereira no confronto que abriu a primeira fase, às 9h30 na Praia da Tiririca.

"Estou muito feliz pela classificação, é muito bom passar com um conterrâneo logo na primeira bateria do campeonato e espero que continue assim nos próximos dias", disse Erick Moraes, de 19 anos de idade. "As ondas estão difíceis de achar as boas, mas tem uma condição legal para surfar e eu só tentei surfar o melhor possível nas ondas que eu peguei. É uma oportunidade única que a gente tem de participar de uma etapa do Circuito Mundial aqui na Bahia, não tem como deixar de correr o evento e estou feliz por ter começado com o pé direito".

Além de Erick Moraes e Iago Silva, mais três baianos avançaram para enfrentar os pré-classificados que entram direto na segunda fase do Mahalo Surf Eco Festival, Irivan Junior, Jorge Darze e Nicholas Carvalho. Os outros nordestinos que passaram nas oito baterias disputadas antes da paralisação por causa da maré seca na Praia da Tiririca foram os cearenses Artur Silva, Adilton Mariano e Saulo Barros, os potiguares Danilo Costa e Bruno de Andrade, o pernambucano Rhamon Austin e o sergipano Daniel Silva.

Venezuelano se destaca - Os paulistas Ricardo Ferreira e Luan Carvalho e o catarinense Gustavo Ramos foram os outros brasileiros que também passaram para a segunda rodada do Mahalo Surf Eco Festival. Já o venezuelano Rafael Pereira conquistou a única vitória estrangeiro e com a melhor apresentação entre as oito baterias realizadas pela manhã em Itacaré. Ele achou boas esquerdas para mostrar a força do seu backside e fazer os primeiros recordes do campeonato, com a nota 7,5 da sua melhor onda e os 13,50 pontos que totalizou nas duas computadas contra o brasileiro Bruno de Andrade e o argentino Tomas Lopez.

"Estou muito contente por estar aqui de novo em Itacaré e por começar avançando em primeiro lugar na bateria", disse Rafael Pereira, que conheceu a Praia da Tiririca no Mahalo Surf Eco Festival do ano passado. "As ondas estão um pouco difíceis, mas entram algumas boas para fazer as manobras e estou contente que consegui achar umas esquerdas para mostrar meu surfe. Eu vim para este mesmo campeonato aqui no ano passado, mas não fui bem, perdi logo e agora me sinto mais confiante em buscar um bom resultado dessa vez".

Energia solar - Uma das novidades nesta sétima edição do Surf Eco Festival é a captação de energia solar que está sendo utilizada no próprio evento de forma inédita em campeonatos de surfe no mundo. O sistema de placas solares para a produção de energia fotovoltaica é uma parceria do evento com a Usinazul, que atua com várias ações de utilização de recursos renováveis, a PHB Eletrônica e o Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo - IEE USP. Foram instalados 84 metros quadrados de painéis solares formando uma bem vinda sombra em forma de passarela na entrada da arena do evento na Praia da Tiririca.

História do surf eco festival - O Surf Eco Festival é realizado pela Dendê Produções desde 2008 na Bahia. O Mahalo Surf Eco Festival acontece pelo segundo ano consecutivo em Itacaré no sul do estado e o pernambucano Halley Batista festejou o primeiro título na Praia da Tiririca. Neste ano, o evento volta a promover etapas do QS masculino e feminino como o primeiro da sua história na igualmente paradisíaca Praia do Forte, em Mata de São João, no litoral norte da Bahia. Os primeiros campeões foram Adriano de Souza e Silvana Lima, cearense que hoje mora em Itacaré e vai participar desta sétima edição como campeã antecipada do ranking mundial do ASP Qualification Series.

A outra única etapa do WQS feminino no Surf Eco Festival foi em 2010 na Praia da Armação, em Salvador, com a mesma havaiana Coco Ho que na quinta-feira ganhou o Oceano Santa Catarina Pro em Florianópolis sendo a campeã na capital baiana. Este foi o único ano que não teve etapa masculina das séries qualificatórias para o WCT. O cearense Marcio Farney venceu a primeira edição do evento em Salvador em 2009 também na Praia da Armação, depois mudou para a Praia de Jaguaribe e veio a primeira vitória baiana de Bino Lopes em 2011 e em 2012 foi a vez do capixaba Krystian Kymerson também conquistar seu primeiro título no Circuito Mundial da ASP na despedida do Surf Eco Festival da capital da Bahia.

Festival de música - Desde 2008, o Mahalo Surf Eco Festival é encerrado com um grande festival de música. Nos shows já brilharam diversas bandas de âmbito nacional, local e municipal. E o casamento entre surfe e música se repete em 2014, quando o Festival leva para o palco em Itacaré, no sábado dia 1º de novembro, em uma arena montada na entrada da cidade especialmente para esta finalidade, as bandas O Rappa, Ponto de Equilíbrio, Strike e Massa Sonora.

Ecologia no Surf Eco Festival - Além de esporte e música, a Dendê Produções realiza todos os anos durante o evento, uma série de atividades voltadas para a Ecologia. Em 2014 não será diferente. O Mahalo Surf Eco Festival será o primeiro evento de surfe do mundo que terá a utilização de energia solar. Uma grande estrutura será montada para a captação desta energia, que será usada em prol do próprio espetáculo. Além disso, como parte do Programa Socioambiental apoiado pela Petrobras, o Mahalo Surf Eco Festival prepara uma extensa programação com diversas ações como palestras, exposições, exibição de filmes, entre outros.

O Skol apresenta o Mahalo Surf Eco Festival é realizado pela Dendê Produções com o patrocínio da Petrobras, da Bahiatursa e da Prefeitura Municipal de Itacaré. O evento homologado pela ASP South America como 28ª etapa do ASP Qualification Series 2014 oferece premiação de 95 mil dólares para a categoria masculina e 30 mil dólares para a feminina, com as vitórias valendo 1.000 pontos para o ranking mundial e sul-americano.

PRIMEIRA FASE - Round of 128 - 3.o=97.o lugar (32 pontos) / 4.o=113.o lugar (13 pontos):
-----------realizadas até às 11h30:
1.a: 1-Erick Moraes (BRA), 2-Iago Silva (BRA), 3-Bruno Moraes (BRA), 4-Jonathan Pereira (BRA)
2.a: Saulo Barros (BRA) e Nicholas Carvalho (BRA), w.o-David do Carmo (BRA)
3.a: 1-Ricardo Ferreira (BRA), 2-Rhamon Austin (BRA), 3-Kallebe Kymerson (BRA)
4.a: 1-Luan Carvalho (BRA), 2-Irivan Junior (BRA), 3-Marco Aurelio (BRA)
5.a: 1-Artur Silva (BRA), 2-Gustavo Ramos (BRA), 3-Marinho Lima (BRA), 4-Wallace Sampaio (BRA)
6.a: 1-Rafael Pereira (VNZ), 2-Bruno de Andrade Maia (BRA), 3-Tomas Lopez Moreno (ARG)
7.a: Danilo Costa (BRA) e Jorge Darzé Neto (BRA), w.o-Cauê Wood (BRA)
8.a: 1-Adilton Mariano (BRA), 2-Daniel Silva (BRA), 3-Mariano Arreyes (ARG), w.o-Brandon Todd (EUA)
-----------próxima chamada às 14h00:
9.a: Wellington Carane (BRA), Samuel Igo (BRA), Luan Medeiros (BRA), Aurelio Souza (BRA)
10: Alan Jhones (BRA), Facundo Arreyes (ARG), Jackson da Silva (BRA)
11: Cainã Barletta (BRA), Saul Senna (BRA), Jeverson Duarte (BRA)
12: Alandreson Martins (BRA), Cesar Aguiar (BRA), Alex Lima (BRA)
13: Renato Galvão (BRA), Weslley Dantas (BRA), Igor Farias (BRA)
14: Gabriel André (BRA), Giuliano Arreyes (ARG), José Junior (BRA)
15: Bernardo Pigmeu (BRA), Leo Andrade (BRA), Bruno Costa (BRA)
16: Michel Roque (BRA), Aurelio Prieto (EQU), Victor Mendes (BRA), Elivelton Santos (BRA)

SEGUNDA FASE - pré-classificados do Round of 96 - 3.o=65.o lugar (75 pts) / 4.o=81.o lugar (42 pts):
1.a: Reo Inaba (JPN) e Bruno Galini (BRA), Erick Moraes (BRA), Nicholas Carvalho (BRA)
2.a: Yago Dora (BRA) e Alcides Lopes (BRA), Saulo Barros (BRA), Iago Silva (BRA)
3.a: Ygor Arakaki (BRA) e Pablo Paulino (BRA), Ricardo Ferreira (BRA), Irivan Junior (BRA)
4.a: Bruno Rodrigues (BRA) e Dimitri Ouvre (GLP), Luan Carvalho (BRA), Rhamon Austin (BRA)
5.a: Lucca Mesinas Novaro (PER) e Robson Santos (BRA), Artur Silva (BRA), Bruno Andrade (BRA)
6.a: Nobuyuki Osawa (JPN) e Teale Vanner (AUS), Rafael Pereira (VEN), Gustavo Ramos (BRA)
7.a: Ian Crane (EUA) e Nic Hdez (EUA), Danilo Costa (BRA), Daniel Silva (BRA)
8.a: Alan Donato (BRA) e Gabriel Farias (BRA), Adilton Mariano (BRA), Jorge Darze (BRA)
9.a: Caetano Vargas (BRA) e Mihimana Braye (TAH),
10: Lucas Santamaria (ARG) e William Aliotti (FRA),
11: Thiago Guimarães (BRA) e Franklin Serpa (BRA),
12: Jihad Khodr (BRA) e Tristan Guilbaud (FRA),
13: Raphael Seixas (BRA) e Igor Moraes (BRA),
14: Ricardo dos Santos (BRA) e Rudá Carvalho (BRA),
15: Wesley Santos (BRA) e Nicolas Vargas (CHL),
16: Victor Bernardo (BRA) e Paulo Moura (BRA),

TERCEIRA FASE - entrada dos 32 cabeças de chave - melhores do ranking mundial:
--------------3.o=33.o lugar (US$ 800 e 178 pontos) / 4.o=49.o lugar (US$ 700 e 100 pontos):
1.a: Jay Thompson (AUS) e Pedro Henrique (BRA),
2.a: Bino Lopes (BRA) e Adrien Toyon (FRA),
3.a: Michael Rodrigues (BRA) e Oney Anwar (IDN),
4.a: Kiron Jabour (HAV) e Rafael Teixeira (BRA),
5.a: Marco Fernandez (BRA) e Luel Felipe (BRA),
6.a: Alex Ribeiro (BRA) e Francisco Bellorin (VEN),
7.a: Ian Gouveia (BRA) e Connor O´Leary (AUS),
8.a: Willian Cardoso (BRA) e Davi Silva (BRA),
9.a: Jessé Mendes (BRA) e Yagê Araujo (BRA),
10: José Ferreira (PRT) e Kaito Ohashi (JPN),
11: Heitor Alves (BRA) e Flavio Nakagima (BRA),
12: Hizunomê Bettero (BRA) e Cahill Bell-Warren (AUS),
13: Jack Freestone (AUS) e Jano Belo (BRA),
14: Brent Dorrington (AUS) e Sidney Guimarães (BRA),
15: Matt-Lewis Hewitt (NZL) e Halley Batista (BRA),
16: Krystian Kymerson (BRA) e Paul Cesar Distinguin (FRA),

CAMPEÕES DA HISTÓRIA DO SURF ECO FESTIVAL NA BAHIA:
------------------------------------------------
2013: ASP 4-Star Men´s - Halley Batista (PE) na Praia da Tiririca, em Itacaré
------------------------------------------------
2012: ASP 1-Star Men´s - Krystian Kymerson (ES) na Praia de Jaguaribe, em Salvador
2012: ASP South America Pro Junior - Deivid Silva (SP) e Rosanny Alvarez (VNZ)
------------------------------------------------
2011: ASP 2-Star Men´s - Bino Lopes (BA) na Praia de Jaguaribe, em Salvador
2011: ASP South America Pro Junior - Filipe Toledo (SP) e Gabriela Leite (SC)
------------------------------------------------
2010: ASP 4-Star Women´s - Coco Ho (HAV) na Praia da Armação, em Salvador
2010: ASP South America Pro Junior - Santiago Muniz (ARG) e Johanne Defay (FRA)
------------------------------------------------
2009: ASP 3-Star Men´s - Marcio Farney (CE) na Praia da Armação, em Salvador
2009: ASP South America Pro Junior - Alejo Muniz (SC) e Diana Cristina (PB)
------------------------------------------------
2008: ASP 5-Star Men´s - Adriano de Souza (SP) na Praia do Forte, em Mata de São João
2008: ASP 5-Star Women´s - Silvana Lima (CE) derrotando Sally Fitzgibbons (AUS)



Sobre os autores:

Gabriella Simões fez Fotografia Digital no Sesc e é associada a Arfoc/Brasil através da Arfoc/BA. Miguel Brusell é formado em Comunicação Social na UFBA, tem pós em Gestão de Informações para Multimeios na FTC e bloga desde 2003.
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comentar