» » Coco Ho festeja primeiro título do Oceano Santa Catarina Pro

Havaiana derrotou a australiana Keely Andrew na final feminina na Praia da Joaquina e se tornou a maior vencedora em etapas do WQS no Brasil e na América do Sul.


Colaboração de texto - João Carvalho/ASP South America

Colaboração de foto: Daniel Smorigo/ASP

A havaiana Coco Ho festejou o primeiro título do Oceano Santa Catarina Pro na Praia da Joaquina, em Florianópolis. Ela derrotou a australiana Keely Andrew na grande final da última etapa do ASP 5-Star do ano e se tornou a maior vencedora em etapas do WQS no Brasil e na América do Sul. Em 2010, Coco Ho já havia ganhou duas provas seguidas no Brasil, em Salvador (BA) e em Florianópolis (SC) também, só que na vizinha Praia Mole. Agora é a primeira a conquistar a terceira vitória e os 2.000 pontos do título na Joaquina a levaram da quinta para a segunda posição no ranking do ASP Qualification Series que continua liderado pela brasileira Silvana Lima.

"Sério? Que irado, eu não sabia disso", espantou-se Coco Ho, ao saber do recorde de vitórias em etapas do WQS organizadas pela ASP South America na América do Sul. "É sempre muito bom voltar para Florianópolis. Eu só tinha vindo na Praia Mole em 2010 e essa é a primeira vez que eu participo de uma competição aqui na Joaquina. Foi muito irado o campeonato e estou muito feliz por vencer de novo aqui, na mesma cidade, é fenomenal".

A havaiana também comentou sobre a bateria final do Oceano Santa Catarina Pro. "Eu vi a Keely (Andrew) surfar muito bem na semifinal e eu sabia que o título ia ficar com quem achasse as melhores ondas. Fiquei muito feliz quando achei aquela onda muito boa que valeu nota 9 para eu poder ditar o ritmo da bateria. Eu estava sem a prioridade (de escolha da próxima onda), mas ela entrou para mim já abrindo uma parede lisa e eu fui fazendo as manobras até onde deu. Estou muito feliz mesmo pela vitória e agora por saber que eu sou recordista de vitórias aqui no Brasil, muito bom isso".

A australiana Keely Andrew tinha registrado um novo recorde de 18,20 pontos de 20 possíveis para o ASP 5-Star Oceano Santa Catarina Pro, quando derrotou a sua compatriota Nikki Van Dijk nas semifinais. Mas, na decisão do título, a havaiana Coco Ho surfou as melhores ondas que entraram na bateria e confirmou a vitória com a nota 9,0 da sua melhor apresentação nas ondas da Praia da Joaquina. Com ela, atingiu 16,33 pontos contra apenas 9,03 das duas notas computadas pela australiana. Além do prêmio de 8 mil dólares, a havaiana garantiu sua permanência na elite das top-17 do WCT com os 2.000 pontos recebidos em Florianópolis.

"Infelizmente, eu não consegui mostrar o meu surfe na final e estou meio chateada com isso", lamentou Keely Andrew. "Mesmo assim, foi um bom resultado para mim o vice-campeonato, o evento foi ótimo e só agora que as ondas mudaram muito em relação as semifinais, quando estavam rolando altas ondinhas. Eu não consegui achar as ondas para tirar as notas que precisava, mas tudo bem. Pena que não consegui a vaga para o WCT, mas se foi agora, vai ser no ano que vem, ou no próximo, pois quero muito participar do WCT e vou chegar lá".

As baterias das meninas foram realizadas durante as masculinas do ASP 6-Star. As semifinais entraram no mar após o encerramento da primeira fase e a grande final depois dos dois primeiros confrontos da segunda, quando começaram a estrear os cabeças de chave. Na quarta-feira ensolarada na Ilha de Santa Catarina, a Praia da Joaquina apresentou as melhores ondas desde o início desta etapa no sábado. Em séries de 2-3 pés com boa formação, as meninas surfaram ótimas ondas e fizeram grandes manobras para arrancar notas dos juízes.

A melhor performance foi da australiana Keely Andrew na semifinal australiana contra a atual top da elite mundial, Nikki Van Dijk. Ela surfou de forma incrível suas ondas e computou notas 9,37 e 8,83 para atingir o maior placar de todo o Oceano Santa Catarina Pro, 18,20 pontos de 20 possíveis. Keely está bem próxima da zona de classificação para o WCT de 2015, mas permaneceu em nono lugar no ranking que está garantindo na elite das top-17 até sétima colocada, a havaiana Alessa Quizon. Mesmo com a vitória na Praia da Joaquina, ela não conseguiria ingressar no G-6 do WQS feminino.

Agora restam mais duas etapas para fechar o ASP Women´s Qualification Series, ambas organizadas pela ASP South America que também vão decidir o título sul-americano profissional feminino. A próxima é o ASP 4-Star Mahalo Surf Eco Festival de 1.000 pontos que começa na próxima segunda-feira, dia 27, e vai até o sábado da semana que vem, 1º de novembro. Depois, o ASP 3-Star Maui and Sons Woman Pichilemu Pro de 750 pontos, finaliza a lista das seis indicadas pelo WQS para o WCT feminino e também define a campeã sul-americana nas grandes ondas de Punta de Lobos, em Pichilemu, no sul do Chile.

Brasileiras eliminadas - As brasileiras não conseguiram avançar muito no ASP 5-Star Oceano Santa Catarina Pro. Elas não passaram da segunda fase disputada na terça-feira, sendo eliminadas nos primeiros confrontos do dia. A catarinense Chantalla Furlanetto foi barrada junto com a sul-africana Tanika Hoffman pela australiana Nikki Van Dijk e Chelsea Tuach, de Barbados. E na disputa pelas duas últimas vagas nas quartas de final, a australiana Keely Andrew e a francesa Pauline Ado levaram a melhor sobre a líder isolada no ranking do ASP Qualification Series, Silvana Lima. A cearense e a paranaense Nathalie Martins perderam nesta bateria.

Sobre a Oceano - A Oceano é uma marca de surfwear 100% catarinense, criada em Joinville há 34 anos por um apaixonado pelo esporte desde criança. Hoje, produz peças do vestuário masculino adulto e infantil com matérias primas de qualidade e processos industriais sustentáveis, fazendo reciclagem de produtos e eliminando desperdícios. Por entender que todos devem ter atitudes responsáveis de preservação, a Oceano desenvolve o projeto KOB - Keep the Ocean Blue (Mantenha o Oceano Azul) e sempre apoiou as categorias de base do surfe catarinense. O Oceano Santa Catarina Pro é o primeiro grande evento que patrocina, para projetar ainda mais a marca nacionalmente e até internacionalmente.

O Oceano Santa Catarina Pro é uma realização da Federação Catarinense de Surf (FECASURF), com patrocínio do Governo do Estado de Santa Catarina, através da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte, e da FESPORTE; co-patrocínio da Prefeitura Municipal de Florianópolis e Fundação Municipal de Esportes; apoio da G-Shock, Skull Surf Boards, Ponto Eventos Especiais e Associação de Surf da Joaquina (ASJ), contando ainda com as ações sociais do Projeto KOB (Keep The Ocean Blue) e Surfista Doador e a parceira das ONGs Parceiros do Mar, Mar Brasil e Prancha Ecológica. O Jornal Drop e a Rádio S365 são os parceiros de mídia do evento homologado pela ASP South America como a quarta e última etapa do ASP Qualification Series 2014 com status 6 estrelas. Transmissão ao vivo na internet pelo www.oceanopro.com

FINAL DO ASP 5-STAR OCEANO SANTA CATARINA PRO:
Campeã: Coco Ho (HAV) por 16,33 pontos (notas 9,00+7,33) - US$ 8.000 e 2.000 pontos
Vice-campeã: Keely Andrew (AUS) com 9,03 pontos (4,53+4,50) - US$ 4.000 e 1.500 pontos

SEMIFINAIS - 3.o lugar com US$ 2.000 e 1.125 pontos:
1.a: Coco Ho (HAV) 14.26 x 11.77 Philippa Anderson (AUS)
2.a: Keely Andrew (AUS) 18.20 x 10.73 Nikki Van Dijk (AUS)

QUARTAS DE FINAL NA TERÇA-FEIRA - 5.o lugar com US$ 1.250 e 844 pontos:
1.a: Coco Ho (HAV) 12.83 x 11.77 Tatiana Weston-Webb (HAV)
2.a: Philippa Anderson (AUS) 11.17 x 7.40 Alessa Quizon (HAV)
3.a: Nikki Van Dijk (AUS) 14.10 x 8.74 Pauline Ado (FRA)
4.a: Keely Andrew (AUS) 14.84 x 5.86 Chelsea Tuach (BRB)

RANKING DO ASP WOMEN´S QUALIFICATION SERIES 2014 - 13 etapas:
01: Silvana Lima (BRA) - 12.200 pontos
02: Coco Ho (HAV) - 10.700
03: Sage Erickson (EUA) - 9.870
04: Nikki Van Dijk (AUS) - 9.305
05: Laura Enever (AUS) - 9.280 e top-10 do WCT
06: Tatiana Weston-Webb (HAV) - 8.564
07: Alessa Quizon (HAV) - 8.334
---------próximas sul-americanas:
24: Anali Gomez (PER) - 3.673 pontos
35: Jacqueline Silva (BRA) - 2.366
36: Dominic Barona (EQU) - 2.328
47: Sofia Mulanovich (PER) - 1.820
69: Suelen Naraisa (BRA) - 1.120
70: Carol Fernandes (BRA) - 1.112
77: Nathalie Martins (BRA) - 976
84: Ornella Pellizzari (ARG) - 856
86: Jessica Anderson (CHL) - 817
88: Juliana Meneghel (BRA) - 791
93: Karol Ribeiro (BRA) - 653
97: Chantalla Furlanetto (BRA) - 633
98: Bruna Schmitz (BRA) - 630
107: Lucia Indurain (ARG) - 554



Sobre os autores:

Gabriella Simões fez Fotografia Digital no Sesc e é associada a Arfoc/Brasil através da Arfoc/BA. Miguel Brusell é formado em Comunicação Social na UFBA, tem pós em Gestão de Informações para Multimeios na FTC e bloga desde 2003.
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comentar