» » Austrália é maioria nas finais do Oceano Santa Catarina Pro

As australianas conquistaram três das quatro vagas nas semifinais da etapa feminina do ASP 5-Star que foram definidas antes do início do ASP 6-Star masculino na ensolarada terça-feira na Praia da Joaquina em Florianópolis.

Colaboração de texto: João Carvalho/ASP SouthAmerica
Colaboração de foto: Smorigo

Depois de dois adiamentos por causa do vento sul em Florianópolis, o Oceano Santa Catarina Pro retornou na terça-feira ensolarada com ondas de 2-3 pés na Praia da Joaquina. As meninas abriram o dia para já definir as classificadas para as semifinais da etapa do ASP 5-Star feminina que poderá terminar nesta quarta-feira na capital de Santa Catarina. Logo após as quartas de final dominadas pelas australianas, foi iniciado o ASP 6-Star masculino que tem prazo até sábado para ser encerrado na praia mais famosa da Ilha da Magia. A primeira vaga na grande final feminina será disputada pela havaiana Coco Ho e Philippa Anderson, com outras duas australianas se enfrentando na segunda semifinal, Nikki Van Dijk e Keely Andrew.

"Foi muito difícil ficar dois dias aqui praticamente sem ter nada para fazer, pois ventou muito e não deu para surfar nenhuma vez", disse Coco Ho, após vencer o duelo havaiano com Tatiana Weston-Webb que abriu as quartas de final do ASP 5-Star Oceano Santa Catarina Pro. "Foi importante essa classificação porque esta é a última etapa que vale bastante pontos. Faz tempo que não consigo um bom resultado e fiquei um pouco nervosa na bateria. Este ano tem sido um pouco estranho para mim, então estou feliz por ter passado para as semifinais".

A havaiana já venceu uma etapa do WQS em Florianópolis em 2011 na vizinha Praia Mole e agora confirma a sua permanência na elite das top-17 do WCT com a classificação para as semifinais. Ela já subiu da quinta para a terceira posição na lista das seis indicadas pelo ranking do ASP Qualification Series encabeçado pela brasileira Silvana Lima, na primeira prova feminina da história do Circuito Mundial na Praia da Joaquina. Outra havaiana participou da segunda quarta de final, mas Alessa Quizon acabou eliminada pela australiana Philippa Anderson. Mesmo assim, não perde mais a última posição no G-6 do QS em Florianópolis.

"As ondas estavam bem difíceis e surfamos muito tempo sem saber da prioridade (de escolha da próxima onda)", disse Philippa Anderson, que ocupava a 41.a posição no ranking antes do Brasil e agora já aparece em 29.o lugar. "Eu tentei me manter ocupada procurando as ondas lá dentro, já que não estava fácil achar as boas. Mas, de tanto insistir, acabei pegando uma que abriu e eu consegui uma nota 7 que me deixou bem mais calma (risos). Estou feliz porque este já é o meu melhor resultado no ano".

Na disputa pelas outras duas vagas nas semifinais, as australianas não deram chances para as suas adversárias nas baterias que fecharam a participação feminina na terça-feira em Florianópolis. Elas fizeram os maiores placares do dia entre as meninas, com Nikki Van Dijk despachando a francesa Pauline Ado por 14,10 a 8,74 pontos e Keely Andrew derrotou Chelsea Tuach, de Barbados, por 14,84 a 5,86 pontos. As duas agora vão se enfrentar na bateria que vai definir a segunda finalista do ASP 5-Star Oceano Santa Catarina Pro na Praia da Joaquina.

"Quando o mar está assim com ondas pequenas, não dá para ficar esperando as boas, você tem que ficar ocupada e atacar com manobras que os juízes valorizem", disse Nikki Van Dijk, que venceu um duelo de duas tops da atual elite mundial contra Pauline Ado. "A Pauline (Ado) está surfando muito bem, então você tem que ficar ligada sempre e com a prancha no pé. Estou feliz porque é a primeira vez que eu venho aqui para Florianópolis e quero conhecer mais a ilha, que é muito linda, um lugar mágico".

Keely Andrew também ficou feliz pela classificação, mas não sabia disso até sair do mar. "Eu não tinha nem ideia do que estava acontecendo, porque a gente não conseguia ouvir nada lá dentro por causa do vento maral. Eu achava que ela (Chelsea Tuach) estava na liderança e pensei que eu precisava de um high-score (nota alta), mas na verdade era eu quem estava na frente, então ótimo para mim que passei. Agora fico mais tranquila e vou ficar aqui pela praia assistindo as baterias dos homens".

Brasileiras eliminadas - As brasileiras foram eliminadas nos primeiros confrontos da terça-feira, que faltavam para fechar a segunda fase do ASP 5-Star Oceano Santa Catarina Pro. A catarinense Chantalla Furlanetto e a sul-africana Tanika Hoffman foram barradas pela australiana Nikki Van Dijk e Chelsea Tuach, de Barbados. E na disputa pelas duas últimas vagas nas quartas de final, a australiana Keely Andrew e a francesa Pauline Ado levaram a melhor sobre a líder isolada no ranking do ASP Qualification Series, Silvana Lima. A cearense foi eliminada junto com a paranaense Nathalie Martins.

ASP 6-star masculino - No ASP 6-Star masculino do Oceano Santa Catarina Pro, já começou a apresentação dos 144 surfistas de 21 países ainda na manhã da ensolarada terça-feira na Praia da Joaquina. Um confronto internacional abriu a disputa pelo título que vale 25.000 dólares e 3.500 pontos para o ranking do ASP Qualification Series, com o brasileiro Raphael Seixas e o australiano Cahill Bell-Warren vencendo as duas primeiras vagas para a rodada dos cabeças de chave, contra o japonês Masatoshi Ohno e o argentino Tomas Lopez Moreno.

Todos estes confrontos são formados por quatro surfistas, com os dois primeiros colocados avançando para a próxima fase. A maioria dos participantes da última etapa com nível 6 estrelas do ano vem de outros vinte países, 87 contra 57 brasileiros. O maior contingente estrangeiro é dos Estados Unidos com dezessete participantes, seguido pela Austrália (10), Havaí (8), França (8), África do Sul (6), Argentina (5), Portugal (4), Espanha (4), Taiti (4), Japão (4), Nova Zelândia (3), Costa Rica (2), Peru (2), Chile (2), Venezuela (2), Ilha Guadalupe (2), Marrocos (1), Indonésia (1), Uruguai (1) e Ilha Reunião (1).

Sobre a Oceano - A Oceano é uma marca de surfwear 100% catarinense, criada em Joinville há 34 anos por um apaixonado pelo esporte desde criança. Hoje, produz peças do vestuário masculino adulto e infantil com matérias primas de qualidade e processos industriais sustentáveis, fazendo reciclagem de produtos e eliminando desperdícios. Por entender que todos devem ter atitudes responsáveis de preservação, a Oceano desenvolve o projeto KOB - Keep the Ocean Blue (Mantenha o Oceano Azul) e sempre apoiou as categorias de base do surfe catarinense. O Oceano Santa Catarina Pro é o primeiro grande evento que patrocina, para projetar ainda mais a marca nacionalmente e até internacionalmente.

O Oceano Santa Catarina Pro é uma realização da Federação Catarinense de Surf (FECASURF), com patrocínio do Governo do Estado de Santa Catarina, através da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte, e da FESPORTE; co-patrocínio da Prefeitura Municipal de Florianópolis e Fundação Municipal de Esportes; apoio da G-Shock, Skull Surf Boards, Ponto Eventos Especiais e Associação de Surf da Joaquina (ASJ), contando ainda com as ações sociais do Projeto KOB (Keep The Ocean Blue) e Surfista Doador e a parceira das ONGs Parceiros do Mar, Mar Brasil e Prancha Ecológica. O Jornal Drop e a Rádio S365 são os parceiros de mídia do evento homologado pela ASP South America como a quarta e última etapa do ASP Qualification Series 2014 com status 6 estrelas. Transmissão ao vivo na internet pelo www.oceanopro.com


Semifinais do ASP 5-star Oceano Santa Catarina Pro:
1.a: Coco Ho (HAV) x Philippa Anderson (AUS)
2.a: Nikki Van Dijk (AUS) x Keely Andrew (AUS)

Quartas de final - 5.o lugar com US$ 1.250 e 844 pontos:
1.a: Coco Ho (HAV) 12.83 x 11.77 Tatiana Weston-Webb (HAV)
2.a: Philippa Anderson (AUS) 11.17 x 7.40 Alessa Quizon (HAV)
3.a: Nikki Van Dijk (AUS) 14.10 x 8.74 Pauline Ado (FRA)
4.a: Keely Andrew (AUS) 14.84 x 5.86 Chelsea Tuach (BRB)

Segunda fase - 3.a=9.o lugar (US$ 1.000 e 633 pontos) / 4.a=13.o lugar ($ 900 e 554 pontos):
--------------últimas baterias do sábado:
1.a: 1-Coco Ho (HAV), 2-Philippa Anderson (AUS), 3-Jacqueline Silva (BRA), 4-Faye Zoetmulder (AFR)
2.a: 1-Alessa Quizon (HAV), 2-Tatiana Weston-Webb (HAV), 3-Suelen Naraisa (BRA), 4-Lucia Indurain (ARG)
--------------baterias que abriram a terça-feira:
3.a: 1-Nikki Van Dijk (AUS), 2-Chelsea Tuach (BRB), 3-Chantalla Furlanetto (BRA), 4-Tanika Hoffman (AFR)
4.a: 1-Keely Andrew (AUS), 2-Pauline Ado (FRA), 3-Silvana Lima (BRA), 4-Nathalie Martins (BRA)



Sobre os autores:

Gabriella Simões fez Fotografia Digital no Sesc e é associada a Arfoc/Brasil através da Arfoc/BA. Miguel Brusell é formado em Comunicação Social na UFBA, tem pós em Gestão de Informações para Multimeios na FTC e bloga desde 2003.
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comentar