João Zeferino e Alexandre Sangue se enfrentam no Talent 11 - EsporteNaRede

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

João Zeferino e Alexandre Sangue se enfrentam no Talent 11

Catarinense disputou duas lutas no octógono do UFC em 2013, enquanto o paranaense esteve no elenco inicial da primeira temporada do reality show The Ultimate Fighter: Brasil.

Fonte: Talent Fight

A décima primeira edição do Circuito Talent de MMA volta a São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba (PR), no próximo dia 23 com mais um card bombástico, característica que vem se tornando padrão da organização paulista. Na luta coprincipal, de interesse internacional, dois pesos leves com passagens pelo UFC se enfrentam visando o retorno ao octógono mais famoso do mundo.

O catarinense João Zeferino foi contratado pelo UFC em 2013 e disputou duas lutas no mesmo ano. Sua estreia aconteceu em maio, em Jaraguá do Sul, quando ele foi convocado às pressas para substituir Chris Camozzi contra Rafael Sapo como peso médio. O “Samurai Brasileiro” voltou para sua categoria de origem na luta seguinte e voltou a ser derrotado por decisão, desta vez pelo estreante Elias Silvério.

O contato do paranaense Alexandre “Sangue” Ramos com o UFC foi menor que o de Zeferino. Na verdade, o pupilo de Maurício Shogun sequer disputou uma luta oficial no octógono. Sangue esteve entre os 32 selecionados para a fase eliminatória do TUF Brasil 1, quando encarou o baiano Hugo Wolverine e foi nocauteado ainda no primeiro round.

Na ocasião, Alexandre atuou como peso pena, uma categoria abaixo de sua habitual. Para retornar ao UFC, agora como peso leve, Zeferino venceu as duas lutas que disputou desde que voltou ao cenário nacional. Sangue será seu maior desafio na nova fase.

“Acho que o Alexandre Sangue foi uma boa escolha. Além de ser da casa, é agressivo, então favorece o show. E lutar contra ele no Circuito Talent de MMA, que está crescendo muito no cenário nacional, com certeza é uma excelente oportunidade de mostrar o meu trabalho.”

O confronto de estilos torna o encontro entre o catarinense e o paranaense um combate bastante aguardado. Zeferino disse que se sente pronto e ainda provocou o rival:

“Tenho 100% de confiança no meu jogo. Não acho o Sangue um grande trocador. Além de eu ser superior, ele tem duas derrotas recentes por nocaute, então tem o queixo duvidoso. Com o meu punch, acredito que posso terminar a luta antes do final dos três rounds. Meu treinamento está muito forte. Comecei o camp na academia do Renzo Gracie, em Nova York, e voltei para Floripa com meus treinadores Rangel Farias, Alexandre de Souza e Henrique Jr. Estou preparado!”

Do outro lado da fronteira estadual, Sangue teve um retorno mais conturbado que o de seu adversário. Desde que foi eliminado do TUF, o curitibano venceu três combates e perdeu outros dois. A segunda derrota aconteceu no Circuito Talent de MMA 9, última edição realizada em São José dos Pinhais, em maio deste ano. Apesar da fase inconstante, Alexandre não teme o desafio:

“Eu não escolho adversários. Zeferino foi oferecido a mim e aceitei na hora. Estou atrás do sonho de ser o melhor peso por peso do mundo, então, se for em um bom evento e pagando a minha bolsa, estarei pronto! O Circuito Talent de MMA é um evento sério, que não para de crescer. Eu já estive algumas vezes nos bastidores do UFC. O respeito e a prontidão em atender às necessidades dos atletas… Em relação a organização, o Circuito Talent de MMA não deixa a desejar em nada.”

Vindo de vitória com um belo triângulo voador, Sangue, que tem origem na trocação, disputou competições de submission para aprimorar seu jogo de solo, algo que será útil contra um faixa preta duro como Zeferino. Porém, Alexandre não se assusta com as credenciais do oponente e se diz preparado:

“A cada dia que se passa e quanto mais eu luto, vejo que ninguém é invencível. O Zeferino tem um ótimo jogo de chão, mas eu treino desde sempre com os melhores e digo que tenho os mesmo 50% de chances de finalizar que ele. Hoje estou na academia UDL (de Maurício Shogun), treinando com a equipe King Shark, que tem um arsenal de lutadores duríssimos da minha categoria. Sempre treinei com feras do chão e da parte em pé nas melhores equipes do Brasil, então estou psicologicamente preparado para uma guerra e buscando o meu lugar ao sol, andando um passo de cada vez.”

João Zeferino e Alexandre Sangue farão a luta coprincipal do Circuito Talent de MMA 11, evento que será liderado pela disputa do cinturão feminino peso mosca (até 57 quilos) entre Jennifer Maia e Elaine Albuquerque.

Card do Circuito Talent 11 (sujeito a mudanças):
Data: Sábado, 23 de agosto de 2014
Horário: 17h00 (card preliminar); 20h30 (card principal, ao vivo no Esporte Interativo)
Local: Ginásio Poliesportivo Max Rosenmann / Afonso Pena (Av. Rui Barbosa, s/nº – São José dos Pinhais, Paraná)

Card Principal:
Disputa de Cinturão Feminino Até 57kg: Jennifer Maia x Elaine Albuquerque
Até 70kg: João Zeferino x Alexandre Sangue
Até 84kg: Júlio César Gaúcho x Ariel Machado
Até 66kg: David Valente x Washington Mamute
Até 66kg: Thiago Misael x Guilherme Costa
Até 70kg: Antonio Nego x Rafael Saddam
Até 57kg: João Alicate x Lucas Pivatto

Card Preliminar:
Kickboxing Até 65kg: Jordan Kranio x Fabrício Zacarias
Kickboxing Até 85kg: Fernando Almeida x Ricardo Pandora
Até 77kg: Alan Francis x Anderson Morais
Até 66kg: Alessandro Espicha x Rovilson Nelore
Até 61kg: Bianca Daimoni x Marta Gladiadora
Kickboxing Até 75kg: Sidney Luciano x Maicon Ortiz
Até 57kg: Felipe Onofre x Cristiano Pequeno


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad