» » Kart Baiano completa 44 anos de tradição

Neste domingo, com a realização da primeira etapa do Campeonato Baiano de Kart 2013, no Kartódromo Ayrton Senna, em Lauro de Freitas, a modalidade escola do automobilismo chega a 44 anos de história na Terra da Felicidade.
.                                        Fotos: Gabriela Simões


Fundada no dia 25 de setembro de 1969, a Associação Bahiana de Karts (ABK) realizou as suas primeiras corridas em uma pista improvisada, no Jardim dos Namorados, trazendo ainda mais felicidade para o domingão dos soteropolitanos. As provas disputadas no "caminho" da praia, ainda são boas lembradas para os que viveram aquela época.

Antes de chegar à Praia de Ipitanga, o Campeonato Baiano de Kart ainda passou por um kartódromo no bairro do Costa Azul. Desta época, as melhores lembranças são de um jovem piloto, até então desconhecido, mas que a Bahia viu que tinha futuro no automobilismo, depois de uma impressionante participação.

Ayrton Senna disputou uma prova no Kartódromo do Costa Azul, embaixo de uma forte chuva e chegou com duas voltas de vantagem sobre o segundo colocado, arrancando aplausos do público que lotava as ruas do bairro para acompanhar a disputa.

O Kartódromo Municipal de Lauro de Freitas foi inaugurado, em 1991, mas, só a partir do dia 1º de maio de 1994 que passou a se chamar Kartódromo Ayrton Senna, em homenagem ao grande ídolo brasileiro da Fórmula 1. Nestes mais de 40 anos de história, os baianos conheceram e passaram a torcer por um bom número de pilotos que representaram o estado em competições nacionais.

No passado mais distante, pilotos como Elcio Paiva, Berti Sheila, Ernesto Simões, entre outros, colocaram o Estado nos lugares mais altos do pódio em diversas competições nacionais. No passado recente, Euvaldo Luz, os irmãos Alexandre e André Rosário, Tadeu Mascarenhas e Rogério Rezende fizeram a sua parte em competições nacionais.

O Kart baiano também levou pilotos os pilotos Diego Freitas e Patrick Gonsalves ao seleto mundo da Stock Car. Hoje, pilotos da categoria cadete como Juan Manuel, Enzo Lopes, Diogo Andrade, Matheus Braga, Henrique Ferreira e Elias Ávila sonham com uma carreira no automobilismo e tem como meta levar a bandeira da Bahia para a Fórmula 1.

No domingo, o público que é fiel a está modalidade há mais de 40 anos, vai acompanhar disputa nas categorias Cadete, Sênior 125cc, Super Kart 125cc, Sport 400 e Sport 400 Junior. As categorias Cadete e as Sport 400 competem com motores Honda de quatro tempos. As demais com motores de dois tempos, com 125 cilindradas, refrigerados a água. A expectativa da ABK é de que mais de 40 pilotos participem da competição.

Sobre os autores:

Gabriella Simões fez Fotografia Digital no Sesc e é associada a Arfoc/Brasil através da Arfoc/BA. Miguel Brusell é formado em Comunicação Social na UFBA, tem pós em Gestão de Informações para Multimeios na FTC e bloga desde 2003.
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga