» » Equipe da Bahia focada na vitória no Brasileiro de Canoa Havaiana

Formada com 9 atletas, equipe treinou forte para o Campeonato Brasileiro de Canoa Haviana, que acontece neste final de semana, na cidade de Santos, em São Paulo.

.                                                                                                                        Fotos: Gabriela Simões

Por: Miguel Brusell

Quem viveu os anos 70, certamente, esperava a semana toda só para ver estas cenas que abriam o seriado policial Hawaii 5-0. No primeiro rufar da bateria, a correria para frente da TV era desenfreada, já que, na abertura, apareciam as únicas imagens em movimento de surf que a maioria das pessoas tinham acesso.
Chamava atenção, também, as cenas com a Canoa Havaiana que encerravam cada episódio do seriado. Uma geração cresceu com aquelas cenas na cabeça e a vontade de surfar e porque não de remar uma Canoa havaiana daquela. Bastante populares no Havaí, as Canoas são utilizadas por muitos surfistas para lazer e como atividade física nos dias em que o mar não tem ondas em condições para o surf.

Na Bahia, o surf chegou bem antes. A Canoa demorou mais um pouco, mas chegou através de um surfista, ex-fotógrafo de surf e guia de turismo, Frank Faro. Há pouco mais de 10 anos, Frank trouxe a primeira Canoa para a Bahia, adotando o Porto da Barra como berçário para a atividade que, hoje, muito mais do que atividade turística virou, também, um esporte.

Neste final de semana, uma equipe irá representar a Bahia no Campeonato Brasileiro de Canoa Havaiana, que acontece na cidade de Santos, em São Paulo. Formada com 9 atletas, a equipe vem treinando forte, focada na vitória. "Não é nada fácil, desde o treinamento, a logística, tudo, mas o objetivo da gente não é, apenas participar. É ganhar. A gente está treinando forte, acordando duas a três vezes por semana às 4 da manhã para treinar e o objetivo da gente é ganhar. Trazer este título para a Bahia", arrisca o empresário e professor de Educação Física, Marcelo Ribeiro, o Morgão.

Segundo Osvaldo Júnior, Economista, Corretor de Seguros e integrante da equipe, as recompensas são muitas para quem pratica a Canoa Havaiana. "Depois que você entra na Canoa, começa a remar e entende o prazer que é remar junto com os amigos, acordar cedo, fazer uma atividade física ao ar livre, antes do trabalho, é uma sensação indescritível", afirma.

Sobre os autores:

Gabriella Simões fez Fotografia Digital no Sesc e é associada a Arfoc/Brasil através da Arfoc/BA. Miguel Brusell é formado em Comunicação Social na UFBA, tem pós em Gestão de Informações para Multimeios na FTC e bloga desde 2003.
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga